Arquivo parajulho 5th, 2018

Corte internacional condena Brasil por não investigar morte de Herzog

 

Jornalista foi morto em 1975 no DOI-Codi, em São Paulo

Vladimir Herzog foi morto aos 38 anos, após se apresentar espontamente para depor no DOI-Codi (Divulgação) (Reprodução)


Publicado em 04/07/2018 – 20:44

Por Agência Brasil  Brasília


Mais de quatro décadas depois da morte de Vladimir Herzog, em 24 de outubro de 1975, a Corte Interamericana de Direitos Humanos (CorteIDH) condenou hoje (4) o Estado brasileiro pela falta de investigação, julgamento e sanção dos responsáveis pela tortura e assassinato do jornalista. O Brasil terá de seguir uma série de determinações do tribunal.

Para a Corte, o Estado é responsável pela violação ao direito de “conhecer a verdade e a integridade pessoal” em prejuízo dos parentes de Herzog. O documento menciona a mãe, Zora; a mulher, Clarice; e os filhos, André e Ivo Herzog.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann