Brasileiros ficaram mais de 18 horas sem energia em 2012

Energia elétrica

Reprodução

Tempo excede em três horas o limite estabelecido; interrupções geraram 437,8 milhões em descontos na conta de luz

Os brasileiros ficaram, em média, mais de 18 horas sem energia elétrica em 2012, apontam os dados da Agência Nacional deEnergia Elétrica (Aneel). O tempo supera em quase três horas o que é estabelecido como limite.

Além da falta do fornecimento, os consumidores ficaram no escuro 13,18 vezes no ano passado, número que também exede o permitido pelo órgão regulador, que é de 11,10 vezes.

Segundo a Agência Brasil, as estatísticas são apuradas pela Aneel para efeito de fiscalização e não acarretam multas para as prestadoras do serviço. No entanto, a deficiência resulta em descontos na conta de luz dos brasileiros.

Os três índices avaliados para o cálculo da compensação financeira são: Duração de Interrupção por Unidade Consumidora (DIC), Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (FIC) e Duração Máxima de Interrupção Contínua por Unidade Consumidora (Dmic), definidos para períodos mensais, trimestrais e anuais. Os descontos aplicados no ano passado somaram R$ 437,8 milhões.

Há ainda um outro indicador, o Dicri (Duração da Interrupção Ocorrida em Dia Crítico por Unidade Consumidora ou Ponto de Conexão), apurado por interrupção, que mede a duração das falhas registradas em dias críticos, quando a quantidade de emergências é maior, geralmente ocasionadas por fenômenos meteorológicos.

“Se a falta de energia perdurar por mais de 12 horas no dia, o consumidor de baixa tensão [residências e pequenos comércios], por exemplo, deverá receber uma compensação referente à ocorrência, independente da compensação mensal pelos outros indicadores. Para consumidores industriais, a interrupção não pode ultrapassar 16 horas”, acrescentou a assessoria do órgão regulador.

De acordo com a Agência Brasil, a compensação pelos defeitos nos serviços é automática e deve ser paga em até dois meses depois do mês de apuração do indicador. As informações devem constar na conta de energia.

O consumidor pode buscar ressarcimento de perdas e prejuízos. Neste caso, a orientação da Aneel é que o cliente leve a reclamação à concessionária em até 90 dias após a interrupção. Caso não surta efeito, a queixa pode ser remetida às agências conveniadas ou na Ouvidoria do órgão por meio do telefone 167.

Em 2012, as operadoras que mais arcaram com compensações foram a Centrais Elétricas do Pará S.A. – Celpa , que pagou R$ 67,07 milhões; a Companhia Energética de Goiás (Celg-D), com R$ 52,7 milhões, e a Light, no Rio de Janeiro, que devolveu R$ 46,5 milhões aos consumidores.

Fonte: Olhar Digital

 
Simulação sem compromisso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can leave a response, or trackback from your own site.

17 Responses to “Brasileiros ficaram mais de 18 horas sem energia em 2012”

  1. eni disse:

    Como consumidor, a Cemig é a luz mais cara do Brasil e presta um péssimo serviço.

  2. thanks a lot for sharing this. heard about something like this for the first time. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

  3. i’m glad i have seen this website. and i just want to thank you for taking time to write for us. cheers. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

  4. this is very good, i will use your blogging techniques to write in a blog myself. thanks for helping. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

  5. interesting stuff, i might search for more information about this, thanks a lot friend. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann