Arquivo para ‘Atitude’ Categoria

Caçadores de Bons Exemplos

capa-quem-somos

Reprodução


Tudo começou com o casal Iara e Eduardo, que cansados de ouvir notícias ruins resolveram tomar uma atitude…sem patrocínio e nenhum vínculo religioso ou político, venderam o apartamento e saíram em uma viagem durante 5 anos (2011/2015) pelo mundo em busca de bons exemplos. Pessoas que fazem a diferença na comunidade que vivem, executando algum projeto social. Eles acreditam que existem muito mais ações positivas do que ações negativas no mundo. 
Neste período percorreram mais de 225.000 km, catalogaram mais de 1.150 projetos por todos os estados brasileiros. Agora, esta ação se transformou em uma grande mobilização para divulgação do bem, onde participam mais de 110.000 pessoas pelas redes sociais. Caçadores de bons exemplos, somos nós, você e todos aqueles que querem construir um mundo melhor.
Junte-se a nós e venha ser a mudança que queremos ver no mundo!

França proíbe grandes supermercados de jogar comida fora

frutas-no-supermercado

Reprodução
Foto: Domínio Público / Pixabay

Alimentos terão de ser doados ou usados na alimentação de animais ou em compostagem

José Eduardo Mendonça – 22/05/2015 às 09:21

O parlamento francês votou por unanimidade ontem nova emenda proposta pelo Partido Socialista à lei de energia verde (a ser votada dia 26), segundo a qual lojas de supermercados de mais de 400 metros quadrados não poderão mais jogar comidafora. Alimentos desperdiçados por agricultores, processadores, restaurantes, varejo e consumidores se tornam um problema crescente, com implicações econômicas, sociais e ambientais.

A Comissão Europeia propôs que estados membros desenvolvam estratégias para evitar desperdício de alimentos, com o objetivo de reduzi-lo em pelo menos 30% até 2025.

O que é o projeto Caçadores de Bons Exemplos?

Expedicao-Cacadores-de-bons-exemplos-em-A-vida-e-uma-viagem

Reprodução

Expedição Caçadores de Bons Exemplos em A vida é uma viagem!

Quem são os Caçadores de Bons Exemplos?
Somos um casal cansado de ouvir notícias ruins. Acreditamos que existem muito mais pessoas do bem do que ações negativas no mundo. Não temos patrocínio, vínculo religioso ou político.

Como foi idealizado esse projeto?
A história é longa, mas resumindo… Nós acreditamos que estamos no mundo para contribuir com algo. Mas o que fazer?
Sem saber o que fazer…como fazer…mas tendo a certeza que precisávamos fazer. Decidimos: Vamos mudar o nosso mundo.
Mas Como? Conhecendo e convivendo com pessoas que pararam de olhar para o próprio umbigo e pensam no coletivo.
Acreditamos que a vida não tem sentido se focarmos apenas em trabalhar para ganhar dinheiro, adquirir bens e mais bens materiais, cuidar de nossa pequena família e ponto final. Precisamos fazer algo mais, fazer algo por toda a nossa comunidade.
Assim nasceu a idéia de fazermos uma viagem durante 5 anos pelo mundo em busca destes bons exemplos. Descobrindo pessoas que fazem a diferença em suas cidades.
Ok…mas como iremos contribuir para um mundo melhor? Pensamos…Vamos compartilhar estas informações para que motivem também outras pessoas!
Vendemos tudo o que tínhamos e pegamos a estrada em janeiro de 2011.

Bluemerang: doação de objetos pelo Facebook rende descontos em lojas e restaurantes

bluemerang-doacoes-objetos-facebook-descontos-lojas-restaurantes-560

Reprodução
Foto: Prime Tambayong/Creative Commons/Flickr

Débora Spitzcovsky – 08/09/2014 às 09:00

Roupas, brinquedos, livros, móveis… Tem objetos em casa para doação e está sem tempo de levá-los para alguma instituição (ou está com preguiça mesmo)? Então, talvez, a iniciativa Bluemerang possa ajudá-lo. Trata-se de uma ferramenta online que conecta pessoas que querem doar de entidades que precisam de doações.

Funciona assim: os interessados acessam o perfil da Bluemerang no Facebook, enviam uma mensagem privada aos organizadores informando nome, endereço e os objetos que querem doar e agendam uma data para retirada dos itens.  Por enquanto, a equipe só atende em São Paulo.

As doações são, então, encaminhadas para entidades parceiras da Bluemerang – entre elas, o Exército da Salvação. Para saber qual organização foi beneficiada com seus objetos, o doador só precisa rastrear os itens, a partir de código entregue pela equipe da iniciativa no momento da retirada.

Garoto cria tecnologia capaz de despoluir metade do Oceano Pacífico

garoto-cria-tecnologia-despoluir-oceano-pacifico-560w

Reprodução

Vanessa Daraya – INFO Online – 24/06/2014

O rapaz da foto acima tem apenas 19 anos, mas é responsável por um plano ambicioso apoiado por mais de 100 pesquisadores, cientistas e ambientalistas. O holandês Boyan Slat criou a Ocean Cleanup, uma tecnologia capaz de limpar o lixo do Oceano Pacífico em uma década. 

O sistema funciona como uma barreira flutuante que aproveita as correntes oceânicas para bloquear os resíduos encontrados no mar. Nos testes com um protótipo, a barreira foi capaz de coletar plásticos em até três metros de profundidade. 

O sistema também recolheu pouca quantidade de zooplâncton, o que facilita o reaproveitamento e a reciclagem do plástico. A estimativa é de que o sistema remova 65 metros cúbicos de lixo por dia. 

Slat teve a ideia anos atrás, quando mergulhava na Grécia e viu mais garrafas de plástico do que peixes. Desde então, desenvolveu a tecnologia, montou um site com todas as especificações, fez um estudo de viabilidade e uma campanha para financiar sua ideia. 

A primeira apresentação da tecnologia aconteceu em um TEDx na Holanda há dois anos. Sua ideia não foi bem recebida por todos. Como resposta, Slat e uma equipe de pesquisadores fizeram um relatório com 530 páginas, em que justificavam a viabilidade do projeto. 

O próximo passo é testar o sistema em larga escala e aumentar a produção do sistema. Para isso, ele busca financiamento coletivo. A meta é conseguir 2 milhões de dólares em 100 dias. Ele conseguiu 30% da meta em 14 dias. Veja abaixo um vídeo sobre a Ocean Cleanup, nome da tecnologia e também da empresa criada por Slat: 

Maria de las Gracias Franceschini: paulistana nota dez

A fisioterapeuta montou um ônibus-clínica que atende as pessoas em regiões carentes. Em seis anos, já fez cerca de 40 mil atendimentos

Mario Rodrigues 

igreja_n_s_aparecida-tocos_do_moji-visao-noturna-2

Reprodução

roteador

Reprodução

Júlia Gouveia – Veja SP
Há dez anos, Maria de las Gracias Franceschini atendia como terapeuta holística em um consultório particular, mas sonhava mesmo era com um trabalho voluntário que não a prendesse em um lugar fixo. Seu primeiro passo para concretizá-lo envolveu a matrícula em uma faculdade de fisioterapia

Em 2007, já formada, depois de vender um terreno e um carro, desembolsou 150 000 reais na aquisição e adaptação de um ônibus: os bancos foram retirados e entraram macas, bolas terapêuticas e outros equipamentos de reabilitação. Assim surgiu o Fisioterapia Itinerante, uma clínica ambulante que oferece tratamento a moradores de bairros pobres da Zona Sul. 

Rede social Atados estimula voluntariado em São Paulo

Site que será lançado amanhã já oferece mais de mil oportunidades, em 150 diferentes funções, e promete ser ponte entre pessoas que querem doar tempo para boas causas e instituições que precisam de apoio

Reprodução
André Cervi, Luis Madaleno, Daniel Morais e Bruno Tataren são os estudantes que criaram o projeto Atados
JUNTANDO GENTE BOA

Marina Maciel

Muita gente já pratica o bem no país. Estima-se que 35 milhões de brasileiros – o equivalente a 18% da população – doe tempo, dinheiro ou trabalho – ou todos eles – a instituições beneficentes. Essa taxa cresce a cada ano, mas a taxa de voluntários brasileiros é a metade da taxa mundial: mais de 2,5 bilhões de cidadãos se engajam em atividades voluntárias, o que equivale a 37% da população, de acordo com o Ibope Inteligência, em parceria com aWIN – Worldwide Independent Network of Market Research.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann