Arquivo para ‘Curiosidades’ Categoria

A Fantástica Arquitetura de Madeira na Noruega


Reprodução: 10. Igreja de madeira Flesberg


 


10. Igreja de madeira Flesberg

Encontrada no condado de Buskerud, esta igreja de madeira do século XVIII foi construída no local de uma estrutura mais antiga, que foi substituída gradualmente através dos vários séculos das renovações. Uma característica interessante deste lugar é a parede de ardósia que circunda o santuário. Há anéis de ferro fixados na parede por um fazendeiro local, que os usou para amarrar seus cavalos enquanto ele fazia as suas orações.

Reprodução: 9. Igreja de madeira Gol

9. Igreja de madeira Gol

Essa igreja foi originalmente construída na cidade de Gol há um século. Mais tarde, o rei Oscar II da Noruega ordenou que fosse levada e removida para o Museu Norueguês de História Cultural em Oslo, onde permanece agora. Esta famosa igreja, com vários telhados inclinados, tem uma arquitetura tão impressionante que já foi utilizada muitas vezes como inspiração para outras construções. Há, de fato, uma réplica dessa igreja de madeira na Dakota do Norte, nos Estados Unidos.

Cientistas encontram cauda de dinossauro perfeitamente preservada em âmbar


Reprodução: Foto: R.C. McKellar, Royal Saskatche)


LUCAS CARVALHO 08/12/2016 18H45


Uma pequena parte da cauda de um dinossauro que viveu há mais de 99 milhões de anos foi encontrada por cientistas da Universidade de Geociências da China. O material estava perfeitamente preservado em âmbar, incluindo pele, ossos e até as penas que cobriam o animal.

Âmbar é uma resina fossilizada de árvores que costumam preservar alguns artefatos inestimáveis para a ciência. No filme “Jurassic Park”, de 1993, é através do fóssil de um mosquito preservado em âmbar que cientistas conseguiram clonar e reproduzir dinossauros em laboratório.

De acordo com Lida Xing, a pesquisadora que liderou o estudo e assina a pesquisa publicado na revista Current Biology (via National Geographic), a descoberta confirma a suspeita crescente de que, diferentemente do que acreditávamos até poucos anos atrás, os dinossauros tinham, sim, penas como as aves modernas.

Reprodução

Por que abrimos a boca quando estamos com sono?


bb1

Reprodução


Criado em 19/10/16 10h52 e atualizado em 19/10/16 11h51
Por Cantinho do Aprendizado – Instituto Pensi


Olhos quase fechando, moleza no corpo e boca bem aberta. Esse é o bocejo, uma forma do organismo driblar o sono. O ato também acontece quando vemos outra pessoa bocejando e até mesmo no mundo dos animais.

O bocejo é um reflexo involuntário que avisa que precisamos dormir. Ele acontece porque, quando estamos entrando no período de sonolência, há uma queda de oxigênio no sistema nervoso central do cérebro, e o bocejo gera um estímulo profundo de entrada de ar na tentativa de nos manter acordados. Bocejar nem sempre está associado ao sono: pode se tratar de falta de oxigênio, como acontece, por exemplo, quando praticamos exercícios físicos.

Como se livrar do mofo

BASTA VOCÊ PULVERIZAR ISTO NA PAREDE PARA SE LIVRAR DO MOFO DEFINITIVAMENTE!

mofo_-_quatro_solucoes_-_novo

Reprodução


 


O mofo pode aparecer em qualquer canto úmido.

Trata-se de um fungo que cresce liberando esporos no ar.

É um problema tão perigoso que pode até afetar o sistema nervoso central.

A consequência mais comum de um ambiente com mofo são sintomas, nas pessoas que frequentam o local, como irritação na garganta, na pele, tosse  olhos vermelhos e problemas respiratórios.

E existem mais problemas: as vítimas do mofo correm sério risco de pegar uma rinite ou sinusite crônicas.

E até doenças que podem causar a morte!

Muito cuidado, portanto, com o mofo.

Conserte vazamentos, limpe as sujeitas das calhas, isole canos de água fria e troque com frequência as esponjas de lavar louças.

Todo cuidado é pouco para quem não quer sofrer com este mal.

Conheça o software responsável por criar as multidões digitais do cinema

20160506145211_660_420

Reprodução


REDAÇÃO OLHAR DIGITAL 06/05/2016 14H55


De “Os Vingadores” a “Guerra Mundial Z”, os filmes de ação de Hollywood estão repletos de sequências que mostram uma quantidade absurda de pessoas na tela. Se quisessem, os estúdios até poderiam pagar por todos aqueles milhares de figurantes, mas para que gastar tanto dinheiro com pessoas quando é possível alcançar o mesmo efeito através da computação gráfica?

O que nem todo mundo sabe é que todas essas cenas de multidões, exércitos, guerras, batalhas, estádios cheios e invasões de zumbis são feitas por um mesmo simples programa. Trata-se do Massive, um software que gera animações autônomas e independentes inspiradas em movimentos humanos. O programa é capaz de fazer com que cada um dos “bonecos” de uma cena pareça totalmente único, ao invés de um clone.

Como os peixes dormem?

apistogramma_cinilabra_c_uwe_rimer

Reprodução


Criado em 28/03/16 11h02 e atualizado em 28/03/16 11h41
Por Instituto Pensi  – Fonte:Blog sobre Saúde Infantil – Hospital Infantil Sabará


Bom, primeiramente temos que esclarecer que os peixes, diferentemente de nós, não apresentam pálpebras, isto é, aquela pele que nós humanos apresentamos acima dos olhos e com a qual podemos fechá-los. Dito isso, já sabemos também que o peixe não fecha os olhos e, por isso, não dorme como nós. Quem tem aquário em casa com certeza já viu, em algum momento do dia, seu peixe parado dentro do vidro, como se estivesse petrificado, não é mesmo? O fato é que os peixes tradicionais, quando estão cansados, não se apoiam sobre algum local e deixam o corpo na horizontal. Com eles, isso se dá de forma diferente.

Astronautas comem pela primeira vez alface cultivada no espaço

20150810150003_660_420

Alface espacial (Foto: reprodução)

Por Redação Olhar Digitalem 10/08/2015 às 15h30

Hoje, os membros da Expedition 44 na Estação Espacial Internacional da NASA comerão pela primeira vez alface cultivada completamente no espaço. As folhas foram plantadas no dia 8 de julho desse ano e cresceram ao longo de 33 dias na “Veggie“, a estufa experimental em miniatura da Estação.

O cultivo dos vegetais faz parte do experimento conhecido como “Veg-01”, que tem como objetivo aferir a viabilidade de alimentar astronautas com legumes e vegetais cultivados no espaço. As primeiras sementes do projeto foram plantadas em maio de 2014 e, após 33 dias, os legumes foram enviados para a Terra para garantir que estavam aptos para consumo humano.

A NASA pretende analisar também o impacto do consumo de vegetais “espaciais” sobre a saúde fisiológica e psicológica da tripulação. A Agência acredita que alimentos frescos podem melhorar o humor dos astronautas, além de oferecer alguma proteção contra a radiação do espaço, graças aos oxidantes que eles contêm.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann
%d blogueiros gostam disto: