Arquivo para ‘Deficiência’ Categoria

Universidade do Rio desenvolve livro digital para pessoas com deficiência


Reprodução: Universidade do Rio desenvolve protótipo de livro didático digital para estudantes com deficiência – Divulgação


  • 25/06/2017 17h08 –  Rio de Janeiro

Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil


A adaptação de livros didáticos tradicionais para estudantes cegos, surdos, com deficiência intelectual e autismo vem sendo desenvolvida pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) a partir de um projeto do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da organização não governamental (ONG) Movimento Down, iniciada em 2014. O livro vem sendo desenvolvido no Brasil por pesquisadores do Observatório de Educação Especial e Inclusão Escolar (ObEE) da UFRRJ.

A universidade conta com uma equipe interdisciplinar, formada por pesquisadores de diferentes instituições do estado, como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o Colégio Pedro II, a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), envolvendo as áreas de educação e tecnológica. “Estamos com o protocolo pronto. e já em fase de compra de materiais. O dinheiro foi liberado só agora. Estamos adquirindo os tablets, informou hoje (19) à Agência Brasil a coordenadora do grupo de pesquisa do departamento, Márcia Pletsch.

21 de setembro | Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Reprodução

O Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência é celebrado em todos os estados brasileiros e foi criado em 2005, pela lei nº11.133, com a intenção de que a pessoa com deficiência tenha seu lugar na sociedade, no mercado de trabalho, com inclusão social e, assim, diminuindo o preconceito. Em 2002, foi criada a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência, onde foram estabelecidas diversas ações que visam a inclusão social dos deficientes.

A assessora técnica Edilamar Carvalho, 45 anos, sofreu com sequelas da poliomielite quando tinha 1 ano e 8 meses, quando teve sua função motora paralisada e não andava mais. Após realizar tratamentos, aos 5 anos ela voltou a andar com ajuda de aparelhos. Hoje em dia ela já não faz mais uso de muletas nem coletes, utiliza um aparelho tutor longo na perna direita, que a auxilia para ajudar a caminhar.

Primeiro celular que exibe imagens em Braille pode chegar às lojas em 2013

Novo modelo, criado por designer indiano, possui superfície sensível ao toque que transforma imagens e textos em pontos salientes para facilitar uso por deficientes visuais

Um novo smartphone, que adapta o Sistema Braille para exibir fotos e mapas para deficientes visuais, pode chegar ao mercado no final de 2013. Criado por Sumit Dagar, designer que trabalha em conjunto com pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Délhi, o produto transforma imagens em pontos salientes na superfície do aparelho, que podem ser reconhecidos por meio do tato.

Divulgação
Smartphone para deficientes visuais permitira sentir, com a ponta dos dedos, expressões faciais durante chamadas de vídeo

 

Após um trabalho de pesquisa de três anos, Dagar desenvolveu um protótipo que apresentou bom desempenho nos testes e pode chegar ao mercado em breve. “A motivação por trás do projeto é dar um grande passo em design para ajudar os deficientes visuais que ainda usam produtos ineficientes e caros. Este projeto oferecerá uma plataforma inovadora que permitirá uma nova dimensão de comunicação para estes usuários”, diz Dagar, em seu site oficial.

Câmara aprova aposentadoria especial para pessoas com deficiência

Iolando Lourenço e Ivan Richard
Repórteres da Agência Brasil

Reprodução

Brasília – Com a presença de cadeirantes no plenário da Câmara dos Deputados, foi aprovado hoje (17) o projeto de lei que garante aposentadoria especial a pessoas com deficiência. Como foi aprovada também pelo Senado, a proposta segue agora para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

Terá direito à aposentadoria especial, pelo Regime Geral da Previdência Social, o segurado que contribuir por 30 anos, se homem, e 25 anos, no caso das mulheres, se a deficiência for considerada leve. Daqueles com deficiência moderada serão exigidos 27 anos de contribuição para os homens e 22 anos para as mulheres.

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que tenham deficiência grave poderão se aposentar após 25 anos de contribuição, no caso dos homens, e 20 anos no caso das mulheres.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann