Arquivo para ‘Economia’ Categoria

Caixa Econômica alerta sobre falso calendário de contas inativas do FGTS


Reprodução


Kariane Costa


O calendário que circula em redes sociais e aplicativos de celulares sobre o cronograma para o saque integral de contas inativas do FGTS  é falso. O alerta é da Caixa Econômica Federal.

Fique atento!  Essas informações falsas têm sido compartilhadas em redes sociais com supostas datas para os saques, mas segundo a Caixa as datas do pagamento devem  sair até a segunda semana de fevereiro.

Quando essas datas forem  apresentadas, serão divulgadas  no site da instituição e em outros canais oficiais. O calendário deve trazer um cronograma baseado nas datas de aniversário de cada trabalhador.

Tem direito a sacar o dinheiro do FGTS quem tem dinheiro em uma conta inativa até 31 de dezembro de 2015, conforme anúncio feito pelo governo federal em dezembro do ano passado.

 


Fonte: Rádio Nacional/EBC


 

Tire suas dúvidas sobre o saque do FGTS inativo em 2017


Reprodução web


Edgard Matsuki – Repórter da Agência Brasil


No dia 22 de dezembro de 2016, o governo anunciou uma série de medidas com o objetivo de estimular a economia. Dentre elas, está a autorização para o saque de todas as contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Desde o anúncio, muito tem se especulado sobre o assunto e informações incorretas têm circulado, principalmente nas redes sociais.

Apesar de a Caixa ainda não ter definido os detalhes sobre como serão os procedimentos, já é possível esclarecer algumas dúvidas. A definição de como serão feitos os saques deve ser divulgada, de acordo com a assessoria do banco, até o fim da primeira quinzena de fevereiro. Confira as respostas às principais dúvidas dos trabalhadores interessados em sacar os recursos:

1) Haverá um limite para o saque do FGTS inativo?

Horário de Verão 2014

horário de verão

Divulgação (Eni)
Ao fundo: Igreja N. S. Aparecida em Tocos do Moji, MG

Data do Horário de Verão 2014

O Horário de Verão é algo que temos que lidar todos os anos, e considerando que grande parte da população não gosta, esse horário continua em vigor, e já  tem anos e anos que ele ocorre consecutivamente. E esse ano tem novamente, e por isso que as pessoas querem se informar sobre a data certinha para poder saber quando isso vai ocorrer. A justificativa para que esse método seja adotado todos os anos estão sobre a economia de energia que ele traz, mas segundo pesquisas não economiza tanto assim, porém todo o ano esse mesmo horário é adotando, e muitas pessoas seguem insatisfeitas com isso, mas ele tem um período bem menor que o horário comum. Confira a seguir qual será a data do horário de verão 2014 e programe-se para ajustar o seu relógio.

Sem taxas: conta corrente gratuita é direito, saiba como fazer a sua

Bancos são obrigados a oferecer serviços essenciais gratuitos para os clientes

Entre os serviços básicos que os bancos devem oferecer no pacote gratuito estão quatro saques por mês
André Lessa/Estadão Conteúdo

Do R7

Os bancos nacionais são obrigados a disponibilizar gratuitamente uma conta corrente para pessoas físicas, destinada somente a prestação de serviços essenciais básicos. Segundo a Resolução 3.919/2010, estabelecida pelo BC (Banco Central), qualquer correntista pode obter uma conta bancária sem ter que pagar sequer um centavo ao banco de sua preferência. A Resolução 3.919/2010 é uma atualização do documento 3.518/2007, em vigor desde 2008.

De acordo com as regras estabelecidas pelo BC, as instituições bancárias são obrigadas a oferecer aos clientes da conta de serviços básicos quatro saques mensais, duas transferências entre contas do mesmo banco, dois extratos do mês anterior, um extrato anual, dez folhas de cheque (se o correntista preencher os pré-requisitos exigidos pelo banco), acesso ao internet banking, cartão de débito e uma segunda via do mesmo (exceto para solicitações decorrentes de perda, roubo, furto e danificação).

24 vezes…sem juros?

Ujatoba_credito

Reprodução

Por 

Como é possível que se anunciem, com a maior naturalidade, móveis, eletrodomésticos, roupas e muitas outras coisas a prazos longos e sem juros? E não dão desconto para pagamento à vista. Muitas dessas empresas ganham mais no financiamento do que na venda de mercadorias. Basta olhar os seus Balanços.

No comércio em geral, em lojas, farmácias e até em algumas padarias, tudo pode ser comprado no cartão de crédito em várias vezes, “sem juros” e também não dão desconto para pagamento à vista. Aliás, os lojistas são proibidos pelos bancos que operam os cartões de crédito, de dar descontos, sob pena de deixarem de operar com aquele cartão.

Os bancos fazem toda a população de reféns dos seus sistemas, que nos obrigam a pagar preços, com juros embutidos. Não há opção. Ou paga juros ou não compra. Já pensaram como a inflação poderia cair, se esta prática fosse inibida?

Conta de luz fica ainda mais barata e gás de cozinha sobe em 2013, diz BC

A projeção de reajuste no preço da gasolina, para o acumulado de 2013, foi mantida em 5%

Do Agência Brasil, com o R7

O BC (Banco Central) espera recuo de aproximadamente 16% em todo o ano de 2013 na tarifa residencial de eletricidade, em relação à expectativa anterior de redução de 15%, em julho. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (5) na ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC. A comparação é feita entre o acumulado deste ano com todo o período de 2012.

“Essa estimativa leva em conta os impactos diretos das reduções de encargos setoriais anunciadas, bem como reajustes e revisões tarifárias ordinários programados para este ano”, informa o BC.

Botijão de Gás

Também houve alteração na estimativa para o preço do botijão de gás, que passou da estabilidade para aumento de 2,5%. Em relação à tarifa de telefonia fixa, em julho, havia previsão de recuo de 2% e agora o BC espera redução de 1%.

Consumidor gasta mais com cigarros do que com arroz e feijão

Reprodução

Cristina Indio do Brasil
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Os gastos da população com cigarros têm se mantido nos últimos anos e o peso dessas despesas no orçamento mensal dos consumidores “é relevante”, disse o  economista do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da  Fundação Getulio Vargas (FGV), André Braz.

No Dia Mundial sem Tabaco, comemorado hoje (31), o economista comentou as implicações do consumo de cigarro para o orçamento doméstico. Segundo ele, os consumidores gastam com o cigarro o dobro do que usam para comprar arroz e feijão. “1,20% da renda média é gasta com cigarro. É um número representativo se se olhar o gasto com arroz e feijão, que é a metade disso, só 0,60%”, disse.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann