Arquivo para ‘Manifestações’ Categoria

Greve geral termina com confrontos em São Paulo e no Rio de Janeiro


Reprodução: Rio de Janeiro – Polícia Militar e manifestantes entraram em confronto no centro do Rio durante protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência (Tomaz Silva/Agência Brasil)


29/04/2017 00h56 – Brasília

Da Agência Brasil


A sexta-feira (28) no país foi marcada pela greve geral de categorias profissionais. Em diversas cidades, na maioria capitais, rodoviários, metroviários, professores e trabalhadores do comércio aderiram à paralisação, convocada pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Na maioria dessas cidades, os serviços de transporte coletivo foram interrompidos parcialmente ou totalmente durante o dia. Agências bancárias, escolas e lojas ficaram fechadas.

As centrais criticam pontos das reformas, como a idade mínima para a aposentadoria e o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical. O governo argumenta que as mudanças são necessárias para o pagamento dos benefícios previdenciários às gerações futuras e a criação de empregos.

Ato contra PEC do Teto tem mais de 100 detidos após confronto com a PM


Reprodução:Policiais e manifestantes entram em confronto na Esplanada dos Ministérios durante protesto contra a aprovação da PEC do Teto dos Gastos Públicos
Marcello Casal Jr/Agência Brasil


  • 3/12/2016 22h01 – Brasília
Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil

O centro de Brasília voltou a parecer uma praça de guerra no final da tarde de hoje (13), quando manifestantes e policiais entraram em confronto na Esplanada dos Ministérios. Os manifestantes – reunidos para protestar contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto dos Gastos Públicos – jogaram garrafas de vidro, pedras e bombas. Os policiais responderam com bombas de efeito moral, spray de pimenta e gás lacrimogêneo.Segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF), cerca de 100 pessoas foram detidas. Além disso, seis policiais ficaram feridos. Até o momento, o órgão não informour o número de manifestantes feridos. A secretaria disse ainda que, durante a tarde, foram apreendidas máscaras, bastões, pregos, escudos e bolas de gude, totalizando 300 objetos.

Sérgio Moro libera novos áudios de ligações do ex-presidente Lula

frp_juiz-sergio-moro-anuncia-medidas-contra-impunidade_0507042015

Reproução


André Richter – Repórter da Agência Brasil


O juiz federal Sérgio Moro, da primeira instância da Justiça Federal em Curitiba, liberou hoje (17) novos áudios interceptados pela Polícia Federal (PF) nos aparelhos telefônicos usados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante as investigações da Operação Aletheia, que investiga o ex-presidente e familiares.

Em dos áudios divulgados no processo que envolve Lula na Justiça Federal em Curitiba, o ex-presidente, identificado como LILS, conversa com um de seus funcionários sobre a ida dele ao sítio frequentado por sua família em Atibaia (SP). A gravação foi interceptada no dia 20 de fevereiro, às 20h6.

Íntegra

Saiba Mais

Segundo relatório da área de inteligência da PF, Lula perguntava a um interlocutor chamado Azevedo.

Crítica ao STF foi “reação extrema” a “subtração de direitos”, diz Lula em carta

983708-05112015-dsc_3043

Reprodução


  • 17/03/2016 23h17 – Brasília
Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil


Em carta aberta aos brasileiros, o ex-presidente da República e ministro da Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou hoje (17) que as críticas feitas por ele a integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF), em conversa por telefone com a presidenta Dilma Rousseff, ocorreram em uma “situação extrema”, no diálogo pessoal em que “me foram subtraídos direitos fundamentais por agentes do Estado”.

A conversa, interceptada pela Polícia Federal, com autorização judicial, tornou-se pública ontem (16) após o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Lava Jato na primeira instância, derrubar o sigilo do grampo. Na gravação, Lula afirma a Dilma que a Suprema Corte está “totalmente acovardada”.

Em documento divulgado na noite de hoje pelo Instituto Lula, o líder petista diz que no diálogo externou sua inconformidade em conversas pessoal que foi tornada pública em “ofensa à lei e ao direito”.

Domingo de protestos em todo o país: milhares vão às ruas pelo impeachment


  • 13/03/2016 20h27 – São Paulo
Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil


Com cartazes e faixas pedindo a saída da presidenta Dilma Rousseff do governo, milhares de pessoas estiveram na tarde de hoje (13) na Avenida Paulista. Vestidos de verde e amarelo, manifestantes carregavam bandeiras do Brasil e usavam adesivos de “Fora PT” e “Fora Dilma”. Em diversos pontos da avenida era difícil andar em meio à multidão devido à grande concentração de pessoas.

O superintendente de vendas Renato José de Almeida, 39 anos, foi à Avenida Paulista com sua esposa e dois filhos para pedir o impeachment de Dilma. “Eu quero fazer parte dessa mudança que é tão necessária para o país hoje, para ver se conseguimos voltar para a nossa realidade, que é um país muito bom de se viver, é um país muito bom de se trabalhar, mas que tem que ter as pessoas certas no poder”, disse.

Manifestação contra reajuste nos preços de ônibus termina em prisões no Rio

993424-protesto_passe%20livre-9463

Reprodução
São Paulo – Movimento Passe Livre protesta em SP contra aumento de tarifas do transporte (Rovena Rosa/Agência Brasil)


Agência Brasil


O confronto entre um grupo de manifestantes contra o aumento da passagem de ônibus terminou com vários detidos na noite de hoje (8). O tumulto ocorreu por volta das 20h quando um pequeno grupo entre os manifestantes começou a jogar morteiros e a atirar pedras no prédio da Guarda Municipal.

Um dos manifestantes apanhou e levou choque dos policiais militares. O Batalhão de Operações Especiais e policiais de Operações Táticas, com cães, chegaram por volta das 21h. Um ônibus chegou a ser depredado e lixeiras e cones foram queimados. Pessoas que saiam do trabalho ficaram sem ter como voltar para casa, pois os ônibus deixaram de circular.  “Moro em Duque de Caxias e não sei o que fazer, porque o ônibus que eu pego não está passando”, disse  Maria da Graça Sousa. “Ninguém merece trabalhar o dia inteiro”, desabafou ela.

Manifestações pelo país ocorreram sem incidentes

971908-sp16082015-dsc_9169 (1)

Reprodução

Criado em 16/08/15 20h26 e atualizado em 16/08/15 20h59
Por Paulo Victor Chagas* Edição:Lana Cristina Fonte: Agência Brasil

As manifestações contra o governo federal que ocorreram em várias capitais neste domingo (16) não tiveram registro de incidentes graves. Os atos ocorreram com tranquilidade e reuniram pessoas que foram às ruas com camisetas da Seleção Brasileira, cartazes com diversos pleitos e bandeiras do Brasil.

Em Brasília, a manifestação ocorreu pela manhã e terminou por volta das 12h30 em frente ao Congresso Nacional. Os participantes saíram do Museu da República e, em frente à Catedral de Brasília, fizeram uma pausa e rezaram, de mãos dadas, o Pai Nosso. Depois, seguiram para o gramado do Congresso onde estenderam faixas e entoaram gritos de “Fora Dilma” e “Fora PT”.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann
%d blogueiros gostam disto: