Arquivo para ‘Mulher’ Categoria

Ministério Público do Rio cria grupo para combater feminicídio


1023761-rj_060616_dsc6722

Reprodução


  • 13/10/2016 11h31
  • Rio de Janeirolocalização

Agência Brasil


O Ministério Público do Rio de Janeiro anunciou a criação do Grupo Especial de Combate a Homicídios de Mulheres (Gecohm) com o objetivo de reduzir a violência de gênero no estado do Rio de Janeiro. Uma das metas é mapear os crimes que se enquadrem em feminicídio – homicídio de mulheres praticado motivado por questão de gênero.

A iniciativa foi proposta pelo Centro de Apoio Operacional da Violência Doméstica do Ministério Público (CAO) e tem como objetivo cumprir a meta de reduzir o crime de feminicídio, conforme estabelece a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp). A metodologia foi aprovada em março deste ano pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Em uma primeira etapa, o grupo vai concentrar esforços na resolução de homicídios de mulheres. De acordo com a coordenadora do CAO, a promotora de Justiça Lúcia Iloízio, a criação do grupo vai otimizar a atuação do MPRJ nos casos.

Maria da Penha: lei foi eficiente, mas precisa ampliar serviços, diz educadora

986724-25112015_9870

Reprodução


Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil*


A gota d´água para que Maria* buscasse ajuda a fim de romper o ciclo de violência em que vivia foi ter sido estuprada pelo companheiro com quem está há dez anos. Mas, para ela, esse episódio não foi o pior que enfrentou. Antes disso, Maria viveu anos do que hoje reconhece como tortura psicológica.

Segundo ela, Roberto* nunca foi um homem carinhoso, mas atribuía isso ao fato de ele ser 22 anos mais velho que ela, que tem 54. Ela disse que desde o início da relação, ele se mostrou muito ciumento e machista. “Mas eu achava o namoro normal, até que começou o desrespeito total, depois de uns quatro anos juntos”.

Luiza Brunet não é a única; saiba como denunciar violência contra a mulher

9218551950_a33efa7ee9_z

Reprodução


Por Leandro Melito Fonte:Portal EBC


Dois casos de agressão contra mulheres que ganharam repercussão na imprensa e nas redes sociais essa semana reforçam a importância da denúncia desse tipo de crime às instâncias adequadas. No último domingo, um menino de 11 anos postou em seu perfil no Facebook a foto de sua mãe batsante machucada após ser agredida pelo marido, o sargento Joel Jorge. “Estou fazendo aqui um protesto contra meu pai Joel Jorge”, escreveu o rapaz em seu perfil.

A foto repercutiu nas redes sociais e gerou comeoão em relação ao caso. Hoje (1°) veio a público o depoimento da atriz Luiza Brunet que teve quatro costelas quebradas após ser agredida pelo marido, o empresário Lírio Albino Parisotto em Nova Iorque, segundo divulgou o jornal O Globo.

Câmara aprova plástica reparadora no SUS para mulheres vítimas de violência

violencia_contra_a_mulher_16_dias_de_ativismo

Reprodução

Criado em 18/11/15 20h52 e atualizado em 19/11/15 09h48
Por Da Agência Brasil Edição:Armando Cardoso Fonte:Agência Brasil

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou hoje (18) proposta que determina a realização pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de cirurgia plástica reparadora de sequelas de lesões causadas por atos de violência contra a mulher.

Deputada Tia Eron votou pela constitucionalidade da proposta na CCJReprodução/TV Câmara

tia_eron

Reprodução

Relatora na CCJ, a deputada Tia Eron (PRB-BA) apresentou parecer pela constitucionalidade e juridicidade da proposta – Projeto de Lei (PL)123/07, do deputado Neilton Mulim (PR-RJ) –, bem como das emendas apresentadas do Senado Federal. O texto original foi aprovado pela Câmara em abril de 2009.

O Senado trocou a expressão “cirurgia plástica reparadora a mulheres vítimas de violência”, prevista no texto original, por “cirurgia plástica reparadora de sequelas de lesões causadas por atos de violência contra a mulher”.

Semana Mundial do Aleitamento tem como tema mulheres que trabalham fora de casa

925977-saude_amamentação_wdo_0674

Reprodução
A Semana Mundial do Aleitamento Materno vai até o dia 7 de agosto e tem como tema, em 2015, as mulheres que trabalham e amamentamWilson Dias/Agência Brasil

Marieta Cazarré – Repórter da Agência Brasil

Começa hoje (1º) a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que vai até o dia 7 e tem como tema este ano mulheres que trabalham e amamentam. A iniciativa busca sensibilizar empresas sobre a importância da amamentação, pois a mulher que amamenta falta menos ao trabalho uma vez que seu filho adoece menos. Além disso, o bebê continua recebendo o leite materno, que possui anticorpos que previnem doenças.

Além desses benefícios, o aleitamento reduz os índices de obesidade infantil, de infecções digestivas e respiratórias e de alergias alimentares. Estudos mostram que o leite materno é capaz de reduzir em 13% as mortes por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos. A amamentação também ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia. As chances de se adquirir diabetes ou desenvolver câncer de mama e de ovário também diminuem significativamente para mulheres que amamentam.

Donas de casa também podem ter aposentadoria

dona_de_casa

Reprodução

Criado em 25/04/15 10h50 e atualizado em 25/04/15 12h55

Por Michèlle Canes Edição:Fernando Fraga Fonte:Agência Brasil

 

Lavar, passar, cozinhar, deixar a casa limpa e organizada. O trabalho de dona de casa não é fácil. O que muita gente não sabe é que, mesmo sem receber uma renda, elas também podem se aposentar e receber o benefício mensal. Basta estarem inscritas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e pagar as contribuições.

Segundo o Ministério da Previdência Social, as donas de casa podem se inscrever no INSS como contribuintes facultativas, desde que não exerçam outra atividade que as tornem contribuintes obrigatórias da Previdência. Além delas, são consideradas facultativas todas as pessoas com mais de 16 anos que não têm renda própria, como estudantes, síndicos de condomínio não remunerado, entre outros.

O “Sacode a Praça”, sacudirá Tocos do Moji neste sábado

Parceria entre SESI, FIEMG e EPTV leva lazer e cultura para o Sul de Minas

pc_ivo_tomas_cantuaria

Foto Divulgação: Praça Ivo Tomás Cantuária
Acervo (Eni)

O “Sacode a Praça”, evento realizado pela Fiemg Regional Sul e pelo Sesi, com apoio da EPTV, vai agitar Tocos do Moji neste sábado (25).  A cidade terá diversas atividades infantis, além de ações de saúde, bem-estar e qualidade de vida.  O “Sacode a Praça” vai acontecer na Ivo Tomás Cantuária, das 8h às 16h, no centro da cidade.

Na 13ª edição, o “Sacode a Praça”, é um programa itinerante que oferece lazer e entretenimento às crianças dos municípios Sul de Minas que possuem unidades do SESI.  No Sul de Minas, o projeto é uma parceria entre SESI, FIEMG e EPTV e visa promover ações de bem estar e entretenimento à população.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann