Arquivo para ‘Natureza’ Categoria

Empresa usa drones para plantar até 100 mil árvores por dia

 

Reprodução: (Foto: divulgação / Biocarbon Enginee)



GUSTAVO SUMARES

11/08/2017 16H46


A empresa Biocarbon Engineering está realizando uma parceria com a ONG Worldview International Foundation (WIF) para revitalizar a vegetação das margens de um rio em Myanmar, antiga Birmânia. O projeto usará uma tecnologia da empresa que permite plantar até 100 mil árvores por dia usando drones especializados.

Segundo o site Fast Company, o objetivo é acelerar o projeto de revitalização da mata ciliar do rio Irrawaddy. A região sofreu desmatamento por causa das plantações de arroz e das criações comercial de camarão, o que teve efeitos negativos para o ambiente local. Esse desmatamento também foi prejudicial à pescaria na região, já que destruiu o manguezal que servia de habitat para os peixes.

Fundação refaz expedição no Rio Doce um ano após tragédia 07/11/2016

imagem-post

Reprodução


 


Um ano após o rompimento da barragem na cidade de Mariana (MG), uma segunda expedição da Fundação SOS Mata Atlântica para avaliar a qualidade da água na bacia do Rio Doce constatou que 14 pontos de coleta permanecem sem condições de uso, sendo que 13 continuam sem vida. Outros três se recuperaram. A análise foi realizada de 19 a 28 de outubro.

Ao todo, foram 18 pontos de coleta, porém num deles não foi possível realizar qualquer verificação, pois está soterrado. Nove trechos apresentaram IQA (Índice de Qualidade da Água) péssimo, quatro estavam ruins, três regulares e um ótimo. Na primeira expedição, realizada entre 6 e 12 de dezembro de 2015, o IQA foi péssimo em 16 localidades e em duas a avaliação foi de regular.

Acordo que limita o aumento da temperatura global entra em vigor hoje

horariodeverao

Reprodução


04/11/2016 06h58 –  Estados Unidos
José Romildo – Correspondente da Agência Brasil


O Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas, adotado pelos líderes mundiais em dezembro de 2015 na capital francesa, entra oficialmente em vigor nesta sexta-feira (4). O acordo estabelece mecanismos para que todos os países limitem o aumento da temperatura global e fortaleçam a defesa contra os impactos inevitáveis da mudança climática.

Se cumprido à risca, o Acordo de Paris marcará o início de um novo capítulo para a humanidade e demonstrará que os países estão determinados a enfrentar o problema do aquecimento global.

Para comemorar este dia histórico para as pessoas e para o planeta, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, reunirá hoje (4) representantes da sociedade civil para uma conversa na sede da ONU, em Nova York. A reunião proporcionará aos grupos da sociedade civil a oportunidade de compartilhar com o secretário-geral suas contribuições para os objetivos do Acordo de Paris, bem como as suas visões e preocupações.

Estudantes desenvolvem bactéria que come plástico dos oceanos e o transforma em água

Estudante-desenvolvem-bacteria-capaz-digerir-poluicao-plastica-oceanos

Reprodução

A poluição nos oceanos é um problema grave. Segundo estudos recentes, é muito provável que até 2050 terá mais plástico do que peixes em nossas águas marítimas. Para a nossa sorte, não faltam pessoas muito visionárias trabalhando para reverter essa situação. Lembra do jovem de 21 que desenvolveu tecnologia que promete limpar o Oceano Pacífico até 2030?

Pois bem, a novidade do momento é uma bactéria, desenvolvida pelas estudantes Miranda Wang e Jeanny Yao. Trabalhando na ideia desde os tempos do colégio, hoje elas colhem os frutos e já possuem duas patentes, uma empresa e cerca de U$ 400 mil dólares de investimento inicial. Tudo isso com vinte e poucos anos!

Com cinco prêmios nas costas, a dupla ficou famosa por ser a mais jovem a ganhar o prêmio Perlman de ciência. Tudo graças ao protótipo de bactéria capaz de transformar plástico em CO2 e água. A tecnologia está sendo utilizada de duas formas: para limpar as praias e também para produzir matéria-prima para confecção de tecidos.

Como os peixes dormem?

apistogramma_cinilabra_c_uwe_rimer

Reprodução


Criado em 28/03/16 11h02 e atualizado em 28/03/16 11h41
Por Instituto Pensi  – Fonte:Blog sobre Saúde Infantil – Hospital Infantil Sabará


Bom, primeiramente temos que esclarecer que os peixes, diferentemente de nós, não apresentam pálpebras, isto é, aquela pele que nós humanos apresentamos acima dos olhos e com a qual podemos fechá-los. Dito isso, já sabemos também que o peixe não fecha os olhos e, por isso, não dorme como nós. Quem tem aquário em casa com certeza já viu, em algum momento do dia, seu peixe parado dentro do vidro, como se estivesse petrificado, não é mesmo? O fato é que os peixes tradicionais, quando estão cansados, não se apoiam sobre algum local e deixam o corpo na horizontal. Com eles, isso se dá de forma diferente.

22 de Março, Dia Mundial da Água

Sem água não há vida!

Acervo (Eni)
22 de março – Dia mundial da água


 


O tema do Dia Mundial da Água 2016 será “Água e Empregos”.

Esta data foi criada com o objetivo de alertar a população internacional sobre a importância da preservação da água para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta.

Para isso, todos os anos o Dia Mundial da Água aborda um tema específico sobre este mineral de extrema e absoluta importância para a existência da vida.

A conscientização sobre a urgência da economia deste recurso natural e como utilizado com cuidado é uma das principais metas do Dia da Água.

A água limpa e potável é um direito humano garantido por lei desde 2010, de acordo com a Organização das Nações Unidas – ONU.

Mesmo o planeta Terra sendo constituído aproximadamente 70% de água, apenas 0,7% de toda a água do mundo é potável, ou seja, adequada para o consumo humano.

Samarco poderá desembolsar mais de R$ 20 bilhões por tragédia em Mariana

984753-aaa12188193_933209260087684_1863395923289567666_o-004

Reprodução
No acordo estão estipulados o manejo e a dragagem dos rejeitos, o tratamento dos rios, a recuperação da biodiversidade, incluídos os peixes, a flora e as faunas marinha e terrestre.
Leonardo Merçon/Instituto Últimos Refúgios/Divulgação


02/03/2016 21h15 – Brasília

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil


Os recursos prometidos nesta quarta-feira (2) pela mineradora Samarco para revitalizar a Bacia do Rio Doce vão variar conforme as necessidades de reparação, e não possuem um valor máximo de desembolso. As estimativas constam no acordo assinado entre a empresa, os governos de Minas Gerais, Espírito Santo e a União, e vão se somar ao cálculo já feito das medidas compensatórias, que custarão R$ 4,1 bilhões.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann