Arquivo para ‘Rio de Janeiro’ Categoria

Outubro Rosa: acesso a tratamento é prioridade para a Sociedade de Mastologia


Divulgação (Eni)



  • 02/10/2017 16h56 – Rio de Janeiro
Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) escolheu o acesso ao tratamento como prioridade da campanha anual de combate ao câncer de mama e de conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença. Todos os anos, a SBM promove campanhas como parte do movimento internacional Outubro Rosa.

“Não adianta a gente discutir terapias ultramodernas, cirurgias sofisticadas, radioterapia intraoperatório se as mulheres que têm câncer de mama no nosso país não conseguem agendar uma consulta com mastologista ou não conseguem fazer uma mamografia”, lamentou hoje (2), em entrevista à Agência Brasil, o presidente da SBM, Antônio Frasson.

A falta de acesso atinge, principalmente, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) o que provoca sofrimento na paciente e na família. A reversão desse quadro, segundo Frasson, depende mais de políticas públicas de atenção à saúde do que dos profissionais médicos.

Forças Armadas montam estrutura na mata para prender criminosos na Rocinha

 

Reprodução: Cerco Forças Armadas montam estrutura na mata para prender criminosos na Rocinha



  • 22/09/2017 21h06 – Rio de Janeiro

Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil


O chefe do Estado-Maior Conjunto das Operações em Apoio ao Plano Nacional de Segurança no Rio de Janeiro, almirante Roberto Rossatto, disse hoje (22) que as Forças Armadas vão apoiar a retomada do controle da favela da Rocinha com ações na mata e nas principais vias de acesso à comunidade para que as forças de segurança estaduais atuem com mais facilidade.

Segundo Rossatto, diferentemente das outras ações das Forças Armadas no Rio, desta vez as tropas estão atuando nos acessos à comunidade atingida e no seu entorno, na vegetação de mata fechada, com o uso de helicópteros para desembarcar homens do Exército treinados para fazer o reconhecimento e militares para auxiliar a comunicação da operação.

Militares já estão operando nas ruas e avenidas do Rio


Reprodução: Tropas do Exército patrulham a Linha Vermelha após o início da operação de reforço das Forças Armadas na segurança do Rio de Janeiro
Fernando Frazão/Agência Brasil


  • 28/07/2017 18h19 – Rio de Janeiro

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil


O reforço de 8.500 militares das Forças Armadas já está operando nas ruas e avenidas da Região Metropolitana do Rio, em seguida ao anúncio da operação, feito nesta sexta-feira (28), pelo ministro da Defesa, Raul Jungman.

Desde o início da tarde, soldados do Exército estavam posicionados em pontos estratégicos, com apoio de motos, jipes e até blindados, fazendo blitzes, parando carros suspeitos e checando documentos.

Justiça Global pede intervenção da ONU contra violência no Rio


Reprodução: Rio de Janeiro pelo olhar do Fotógrafo Tasso Marcelo


  • 4/07/2017 17h57 – Rio de Janeiro

Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil*


A organização não governamental Justiça Global, ligada à defesa dos direitos humanos, enviou um documento à Organização das Nações Unidas (ONU) para que se manifeste publicamente sobre a onda de violência que tem aparecido de forma recorrente no Rio de Janeiro em 2017 atingindo crianças e adolescentes. O documento pede que o organismo internacional intervenha junto às autoridades brasileiras.

O relatório cita que as mortes ocorreram em decorrência da atuação da Polícia Militar em favelas e periferias da cidade do Rio de Janeiro.“A realização de operações policiais com caveirões e armamento de alto poderio bélico em áreas urbanas, por si só, já constitui uma violação de direitos humanos, mas isso ganha contornos ainda mais graves ao envolver a vida de crianças e adolescentes.”

Foliões ocupam ruas do Rio em quase 50 blocos neste domingo


Reprodução: O Cordão do Boitatá anima os foliões no pré-carnaval carioca
Tomaz Silva/Agência Brasil


  • 19/02/2017 15h05 – Rio de Janeiro

Flávia Villela – Repórter da Agência Brasil


O calor forte e o sol não desanimaram os milhares de foliões que ocuparam as ruas do centro do Rio, na manhã deste sábado. Logo cedo, às 8 horas, o Cordão do Boitatá estava repleto de fantasias irreverentes e muita animação. Vestida com flores penduradas na saia, na blusa e nos cabelos, a cientista social Daniela Souza disse  que estava fantasiada de jardim de Claude Monet. O marido, João Gonçalves, usava barbas longas, chapéu de palha e sobretudo, imitando o pintor francês.

Reprodução: Bloco Gigantes da Lira, no bairro de Laranjeiras
Tomaz Silva/Agência Brasil

“Adoramos Monet e resolvemos tentar uma homenagem. Nos fantasiamos todos os anos e nunca perdemos o Boitatá. Já virou uma tradição, aqui revemos amigos, relembramos carnavais passados e, claro, dançamos e cantamos muito”, afirmou.

Veja os céus e o mundo como se fosse um piloto de avião!


 


Toda vez que viajamos de avião e temos o privilégio de sentar próximo à janela, podemos observar paisagens que raramente vemos com os pés no chão. Ao voarmos, estamos próximos às nuvens e podemos ver o mundo sob outra perspectiva. Pois então imagine um piloto de aeronave; ninguém tem uma visão tão privilegiada quanto ele. Este vídeo mostra como é voar e apreciar as paisagens pelo olhar de um piloto. Deixe-se levar por essas lindas imagens!

 


Fonte: Tudo por email


 

Paralimpíada é aberta com emoção, luzes, dança e música brasileira


1042879-edit_02596

Reprodução: A organização da cerimônia de abertura usou muitos recursos de projeção de luz para simular cenários e interagir com os figurantes
Tomaz Silva/Agência Brasil


07/09/2016 22h59 – Rio de Janeiro

Marcelo Brandão e Vinícius Lisboa – Repórteres da Agência Brasil


Foi mais uma bela festa no Maracanã. Com intensa participação do público, os Jogos Paralímpicos Rio 2016 foram abertos. Teve dança, muita música brasileira e momentos emocionantes. O espetáculo, dirigido por Vik Muniz, Marcelo Rubens Paixa e Fred Gelli, alternou momentos de muita intensidade com calmaria.

Assim como nas cerimônias dos Jogos Olímpicos, a organização usou muitos recursos de projeção de luz para simular cenários e interagir com os figurantes. No final, o nadador Clodoaldo Silva acendeu a pira paralímpica e deu início aos jogos.

Megarrampa

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann