Falta de sensibilidade

interrogação1

Reprodução Web

Governantes, para que tê-los se não nos servem?

Na condição de pessoas em estado de alerta para o que acontece em sua volta os governantes estão bastante ousados e desrespeitosos nas suas atitudes.

O governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, segundo a Revista Veja de 10 de julho, tem utilizado um helicóptero público para transportar filhos, babás e o cachorrinho da família desde a residência oficial até a casa de praia.

O país acordou para os desmandos praticados pelos políticos. Mas parece ainda estar em letargia pós-sono de décadas.

Além de gritar nas ruas, com voz rouca ou estridente, a população precisa manter o nível de presença nas ruas sob pena do movimento perder o significado.

Nítida como água límpida é a certeza de que os políticos só trabalham pelo povo quando pressionados e assustados pelo rugido advindo das ruas.

O voto, que deveria ser a arma para o bom comportamento dos eleitos, deixou de ser motivo de preocupação.
Há alguns anos, o Deputado Sérgio Ivan Moraes (PTB-RS), declarou que estava se lixando para a opinião pública. A opinião do parlamentar foi manchete na mídia nacional. Em primeiro momento a impressão reinante era de que o Deputado jamais se reelegeria.
Na prática, a teoria é outra. O Deputado não só se reelegeu e com uma votação superior em 10.000 votos sobre a eleição anterior.

Enquanto o povo não compreender ou tiver dúvidas de sua força, a situação não muda.
É preciso que a nação, acordada, faça valer sua vontade.

Todos os eleitos e servidores públicos devem atender ao povo.

É lamentável que os poderes constituídos não tenham dado as respostas que o povo espera.

Será preciso que as massas permaneçam nas ruas e praças, protestando, para que sua voz seja ouvida de verdade.

Enquanto falta sensibilidade aos governantes, sobra paciência à população.

O desrespeito às necessidades do povo tem que ser banido da história deste país.

Governantes mais preocupados com suas aspirações políticas do que com as obrigações dos cargos que ocupam precisam ser confrontados e substituídos nas próximas eleições.

Quando candidatos ou candidatas exalam perfume de bondade.

Após eleitos fedem um odor horroroso de indiferença.

Não precisamos, não merecemos, não podemos aceitar tamanha hipocrisia.

Os governantes, com exceções, devem ser punidos exemplarmente pela falta de respeito para com a nação, estado ou município.

 

Fonte: O Sul de Minas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can leave a response, or trackback from your own site.

2 Responses to “Falta de sensibilidade”

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann