Imagens digitalizadas contam história de cidades do Sul de Minas

Fotografias fazem parte do acervo da Biblioteca Nacional e do IMS.
Ao todo, 2 mil fotografias passaram a compor arquivo digital.

4197357_x360

Reprodução

Do G1 Sul de Minas

A Biblioteca Nacional digitalizou 2 mil fotografias de seu acervo de cerca de 200 mil imagens e disponibilizou na internet para consulta de qualquer internauta. Entre tantos registros históricos do Brasil, parte da história do início das cidades do Sul de Minas podem ser vistas entre as imagens.

Visite o site e veja o acervo de milhares de fotos históricas

As fotografias, que até então só podiam ser vistas pessoalmente, na Biblioteca Nacional, agora podem ser acessadas de qualquer lugar do mundo. Todas pertencem tanto ao acervo da Biblioteca Nacional quanto do Instituto Moreira Salles. Veja abaixo algumas imagens do Sul de Minas que constam no acervo.

Campanha, 1901. Um dos mais antigos municípios da região, com quase 200 anos, mas poucos registros como o da foto abaixo, que graças à tecnologia pode ser visto com riqueza de detalhes. A cidade ainda tinha poucas casas, mas no alto já estava a Catedral de Santo Antônio, inaugurada na primeira metade do século XIX. Atrás dela, o espaço onde nove anos depois seria construído o Seminário Nossa Senhora das Dores.

acervo_campanha

Reprodução
Foto histórica de Campanha, MG (Foto: Portal Brasiliana Fotográfica / Reprodução EPTV)

Em Poços de Caldas, uma das belezas naturais. A cascata das antas bem retratada na página de um álbum e com direito a anotações do próprio fotógrafo.

acervo_pocos

Reprodução
Foto da Cascata das Antas, em Poços de Caldas (Foto: Portal Brasiliana Fotográfica / Reprodução EPTV)

Caminho imprescindível para o desenvolvimento, as estradas de ferro foram o ponto de origem para várias cidades, como a saudosa Passa Quatro.

acervo_passaquatro

Reprodução
Estação de trem em Passa Quatro, MG (Foto: Portal Brasiliana Fotográfica / Reprodução EPTV)

acervo_trescoracoes

Reprodução
Estação de trem em Passa Quatro, MG (Foto: Portal Brasiliana Fotográfica / Reprodução EPTV)

As pontes tinham que ser fortes e resistentes para a passagem do trem, como a de Lambari, que usava pedras como base para não se abalar frente à passagem da gigante de ferro.

acervo_lambari

Reprodução
Ponte de linha férrea em Lambari, MG (Foto: Portal Brasiliana Fotográfica / Reprodução EPTV)

Fonte: G1 Globo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Both comments and pings are currently closed.

Comments are closed.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann