Museus

MUSEUS: DÁ PARA CONHECER OS ACERVOS OU SIMPLESMENTE PLANEJAR UM ROTEIRO DE VISITA

 

Os principais museus em Nova York

Auschwitz Muzeum – O Memorial e Museu de Auschwitz traz textos cheios de hyperlinks e fotos em preto-e-branco dos campos de concentração localizados na cidade polonesa. Pelos corredores,encontram-se reproduções e restos de câmeras de gás e crematórios. Uma galeria de fotos, a maioria tirada pelos nazistas, mostra o dia-a-dia do campo. As fotos, entretanto, não são tão impressionantes quanto a descrição dos testos.

Deutsches Museum – Tem tudo, da evolução do vidro e do papel à historia de metalurgia, passando por um primórdio surpreendente de televisão. A área sobre computadores vale uma visita. Alem dos bons textos, há ótimas fotos, inclusive panorâmicas, de computadores históricos, como o dinossauro Univac. Em Alemão e Inglês

Guggenheim – Há explicações sobre a arquitetura dos prédios em que os museus foram construídos, sua historia, as coleções permanentes e as exibições temporárias. A boa e cara lojinha de museu também tem uma vitrine online. O inglês é língua comum a todos. O idioma do pais em que o museu está localizado é a segunda opção.

Louvre – Passear pelos corredores virtuais do Museu do Louvre tem lá suas vantagens: é de graça, não tem fila e não demanda mais de um dia para conhecer tudo. Navegar pelo site é ainda mais interessante para quem está pensando em conhecer o local pessoalmente. Dá para ter idéia da quantidade de obras e períodos que o museu comporta e escolher como fazer visita. Se não pensa em ir a Paris, o Louvre Virtual e as Coleções são links certos para mostrar o que o museu tem de melhor, por exemplo a Vênus de Milo ao lado. Para ver os corredores, é preciso ter o Quincktime na máquina. Em Francês, Inglês, Espanhol e Japonês

Museu da Moda – O Museu virtual é um trabalho de documentação da Universidade Anhembi Morumbi sobre mulheres anônimas que contribuíram para o crescimento do mercado de moda no pais. Fotos de costureiras desde os anos 20, máquinas dos anos 60, aulas de corte e costura no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e capas de revistas são exibidas em uma linha do tempo. Outra exposição, dessa vez de vestidos de noiva, mostra as casamenteiras e vaidosas brasileiras da década de 10 à de 90 com seus pares.O site, no entanto, perde muito em usabilidade.

Museu de Tecnologia – Alguns itens tem recursos diferenciados, como a página da caixinha de música, que oferece um minuto de áudio para download.

Museu do Índio – Criado pela Funai (Fundação Nacional do Índio), o site contem muito mais do que fotos e exposição virtual. É possível consultar a agenda de eventos, um banco de dados com informações para crianças sobre as populações indígenas no Brasil e dicionário com o significado de algumas palavras básicas, seguidas de um áudio com a pronuncia correta.A exposição virtual é acompanhada de uma maquete, com links para trabalhar o que acontece em cada sala.

Museu do Sexo – Inaugurado no ano passado em Nova York, o Museu do Sexo (Mosex,no trocadilho com o MoMA www.moma.org, o Museude Arte Moderna) tem um desenho de navegação enlouquecedor. As páginas carregam rapidamente e abrem em profusão,enquanto tudo o que se quer ver são as imagens do que está exposto. Depois de um tempo navegando, é possível encontrar fotos muito originais da exposição permanente e das temporárias. Só não espere encontrar fotos de sexo explicito o objetivo é mesmo artístico. Em Inglês

Museu Imperial – O site do museu Imperial, que na vida real fica em Petrópolis (RJ), é rico em imagens.Em Tour pelo Museu, é possível conhecer as alas da construção e detalhes como o traje, o cetro e as jóias de dom Pedro II. Já em Museu Interativo, foto aérea do conjunto arquitetônico e uma planta do museu ajudam a conhecer a dimensão do Local. Clicando sobre as áreas do mapa, podem-se ver as principais pecas em exposição.

The Natural History Museum -Vale a pena visitar o Museu de Historia Natural de Londres na web. O conteúdo parece não acabar nunca! Os recursos de navegação, com imagens a 360 graus e vídeos, deixam os textos ainda mais atraentes. Para quem não tem paciência de descobrir o que há de melhor em cada galeria, uma seção de Highlights exibe os famosos esqueletos de dinossauros, as projeções do passado e do futuro da Terra, o jardim selvagem e o Centro Darwin.Uma galeria de objetos virtuais mostra simulações de organismos que viveram há 540 milhões de anos.

The International Museum of Cartoo Art – O museu criado em 1974 tem hoje sua base na Florida, Estados Unidos. Expõe na internet todos os artistas que fazem parte do acervo, como Walt Disney, Scott Adams (Dibert), Stan Lee (Homem-Aranha), Charles Schulz (Snoopy), Chuck Jones (Pernalonga) e muitos outros.Nas paredes do museu há mais de 160 mil desenhos originais de cartunistas de 50 paises.Apesar de o site não conter nem 10% dessas imagens, deixa aquele gostinho de quero mais para aficionados no assunto. Em Inglês

MENU ENICOMPUTER




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

primark

Name:
Email:
4 + 3 = ?
Subject:
Message:
 
Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann