O Rio antigo ainda vive em lugares como na primeira confeitaria carioca

1.554814

Reprodução
Daniel Dalcin e Juliane Araújo se deliciaram na Confeitaria Cavé | Foto: Fernando Souza / Agência O Dia

Rio –  Sob os braços do Cristo Redentor, o Rio de Janeiro guarda discretamente alguns cartões-postais que ajudam a contar seus 448 anos, comemorados hoje. Eles são encontrados em lugares centenários, como a Rua do Ouvidor e a Rua do Rosário, ou resistem à força do tempo ao lado de suntuosos prédios modernos. São construções históricas que imortalizam o charme de um Rio de Janeiro que já passou. Vinte delas estão no roteiro preparado por O DIA, prova irrefutável de que esta cidade é, como se sabe, maravilhosa.

“O Rio de Janeiro foi fundado em 1º de março de 1565. Nasceu em Peixes com ascendente em Peixes. A grande característica desse signo é cortar vínculos com o passado. Mas, para quem não ligaria para o que é antigo, até que estamos bem. O Rio, na verdade, sempre foi o lugar em que todos podem recomeçar. As prostitutas de Portugal chegavam aqui e viravam virgens. Da mesma forma, os ladrões vinham e se tornavam juízes. Sempre estivemos de braços abertos”, filosofa o historiador Milton Teixeira,

Na televisão, o Rio de Janeiro do início do século 20 ganhou vida em ‘Lado a Lado’, da Globo, trama de João Ximenes Braga e Claudia Lage que registra 22 pontos de média no Ibope e chega à reta final na semana que vem. Fora da telinha, os atores Daniel Dalcin (Teodoro) e Juliane Araújo (Alice Passos) acompanharam a reportagem em uma visita à mais antiga confeitaria da cidade: a Casa Cavé, no Centro.

“De tão imerso no personagem, teve uma vez que comecei a falar de jeito formal na rua: ‘Boa tarde, senhorita’, ‘bom dia, meu caro’”, conta Daniel. Juliane é fã da arquitetura antiga. “Gosto muito do Bairro de Fátima, da Lapa… Adoro aqueles casarões, embora muitos estejam abandonados”, elogia a atriz, enquanto saboreia um chá (R$ 4 o bule) e doces portugueses, como o Pastel de Belém (R$ 4,95).

Enquanto conversavam, os dois eram atendidos por Waldir Ramos, garçom que tem 35 anos de casa. “Uma vez, Carlos Drummond de Andrade veio aqui, esqueceu o guarda-chuva e não voltou mais. Fiquei com essa relíquia. Mas meu filho saiu com ele num dia chuvoso e acabou quebrando”, lamenta Waldir. Além da Cavé, é possível se perder em um mar de histórias em lugares como a Confeitaria Colombo ou a Casa França-Brasil, primeiro prédio em estilo neoclássico da cidade, desenhado pelo arquiteto Grandjean de Montigny.

Outra pedida é tomar um chope na antiga residência do ator João Caetano (1808-1863). É lá que fica o Santo Scenarium, localizado num casarão — que já foi até delegacia — no reduto de boemia da Rua do Lavradio.

Lugares históricos

ARLEQUIM
A mistura de café, livraria e loja de CDs é parada obrigatória para quem visita o Paço Imperial, que foi construído para ser residência dos governadores da capitania do Rio, no século 18. Praça Quinze de Novembro 48, Centro (2220-8471). De seg a sex, das 9h às 20h. Sáb, das 10h às 18h. Cc.: Todos.

RESTAURANTE ZACKS
O casarão de três andares mantém fachada original de época. No cardápio, tem sanduíche de atum (R$ 13,90), com alface, tomate e picles. Travessa do Ouvidor 25, Centro (2232-2472). De seg a sex, das 8h às 20h. Cc.: Todos.

BAR NOVA ESPERANÇA
Até hoje, as contas do local vêm em nome da Baronesa do Flamengo, que morou no local. Rua do Senado 35, Centro (2508-9203). De seg a sex, das 6h às 23h. Sáb, das 6h às 18h. Cc.: Todos.

BRASSERIE ROSÁRIO
Em 1800, a casa foi usada por Dom João VI como tesouraria do Império Português. Duzentos anos depois, o lugar abre espaço para o jazz, estilo que impera no happy hour da brasserie. Rua do Rosário 34, Centro (2518-3533). De seg a sáb, das 11h às 21h. Cc.: Todos.

BIBLIOTECA NACIONAL
Inaugurado em 1910, o prédio é em estilo eclético, reunindo elementos neoclássicos. Avenida Rio Branco 219, Centro, Rio de Janeiro. Visitas guiadas: de seg a sex, das 10h às 17h. Sáb, dom e fer, das 12h30 às 16h30. R$ 2. Pesquisas no acervo: de seg a sex, das 9h às 20h. Sáb, das 9h às 15h.

BISTRÔ THE LINE
O restaurante fica num casarão construído em 1889. Travessa do Comércio 20, Arco dos Telles (2224-6438). A feijoada é sempre servida no bufê a quilo às sextas-feiras (R$ 35,80) e com preço fixo por pessoa aos sábados (R$ 22,80). De seg a sex, das 11h30 às 15h30. Sáb, das 11h às 17h. Cc.: Todos.

CASA CAVÉ
Primeira confeitaria do Rio de Janeiro, fundada em 1860, a Cavé foi frequentada por personalidades ilustres como o prefeito Pereira Passos. Rua Sete de Setembro 137, Centro (2222-2385). De seg a sex, das 9h às 19h. Sáb, das 9h às 13h. Cc.: Todos.

CASA FRANÇA-BRASIL
O espaço cultural foi erguido em 1819, a pedido de D. João VI ao arquiteto Grandjean de Montigny. É o primeiro registro do estilo neoclássico na cidade. Rua Visconde de Itaboraí 78, Centro (2332-5120). De ter a dom, das 10h às 20h.

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL
Construído em linhas neoclássicas, o edifício do centro cultural, de 17 mil metros quadrados, teve sua pedra fundamental lançada em 1880. Rua Primeiro de Março 66 Centro (3808-2007). De ter a dom, das 10h às 21h.

CENTRO CULTURAL CORREIOS
A casa foi inaugurada em 1922, originalmente para sediar uma escola da companhia de navegação Lloyd Brasileiro. Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro (2253-1580). De ter a dom, de meio-dia às 19h. Grátis.

CONFEITARIA COLOMBO
Fundada em 1893, a confeitaria recebeu em seus salões visitantes como a rainha Elizabeth, da Inglaterra, em 1968. Rua Gonçalves Dias 32, Centro (2505-1500). De seg a sex, das 9h às 20h. Sáb e fer, das 9h às 17h. Cc.: Todos.

CLUBE DOS DEMOCRÁTICOS
A atual sede do clube foi construída em 1931. Atualmente, o local abriga festas e shows. Rua Riachuelo 91, Centro (2252-4611). Hoje (forró), às 22h. Amanhã (música popular brasileira), das 23h às 5h. Dom (banda Para Todos), das 20h à meia-noite. R$ 20. Cc: Nenhum.

DELI 43
Na década de 50, o casarão onde hoje funciona a lanchonete e delicatessen Deli 43 abrigou a Casas Cadete, uma loja de roupas e calçados. Rua Gonçalves Dias 43, Centro (294-1745). Diariamente, das 9h às 19h. Cc: Todos.

GATO PRETO
A casa abriu em 1888, como armazém de secos e molhados. Depois, passou a vender petiscos e bebidas, e virou botequim. Rua José Vicente 60, Grajaú (3173-7429). De seg a qua, das 11h à meia-noite. Qui, das 11h à 1h. Sex e sáb, das 11h à 1h. Dom, das 11h às 20h. Cc: Amex, Mastercard, Visa.

IGREJA DA CANDELÁRIA
Construída no século 17, exibe uma mistura de estilos arquitetônicos, como neoclássico e barroco. Praça Pio X s/nº, Centro (2233-2324). De seg a sex, das 7h30 às 16h. Sáb, das 8h às 12h. Dom, das 9h às 13h.

RESTAURANTE DA QUINTA DA BOA VISTA
O restaurante fica no Parque da Quinta da Boa Vista, residência da família real portuguesa até 1822. Originalmente, a construção servia como capela de D. Pedro. No menu, opções como o Camarão à D. Pedro (R$ 125). Quinta da Boa Vista s/nº, São Cristovão (2589-6551). Diariamente, das 11h às 18h. Cc.: Todos.

SANTO SCENARIUM
Antiga residência do ator João Caetano (1808-1863), o casarão hoje, é um bar, com petiscos como o bolinho de aipim com carne-seca (R$ 21). Rua do Lavradio 36, Centro (3147-9001). Seg, das 11h às 16h. De ter a qua, das 11h à meia-noite. Qui, das 11h à 1h. Sex e sáb, das 11h às 2h30. Cc.: Todos.

TRAPICHE GAMBOA
A arquitetura, de 1857 está conservada, com piso original e parede de pedra revestida com óleo de baleia. A casa é reduto do samba e tem petiscos como a porção de moela (R$ 16,50). Rua Sacadura Cabral 155, Praça Mauá (2516-0868). De ter a sex, a partir das 18h30. Sáb, a partir das 20h30.

THEATRO MUNICIPAL
Reduto histórico da elite econômica e artística da cidade, o teatro foi inaugurado em 1909 pelo presidente Nilo Peçanha. Praça Floriano, Centro (2299-1711). Visitas guiadas: de ter a sex, às 11h, 12h, 14h, 15h e 16h. Sáb, às 11h, 12h e 13h. R$ 10.

VIEIRA SOUTO
A construção, uma das poucas casas da orla de Ipanema, foi erguida em 1938 por dois amigos ingleses, identificados como Roger e Bailey. Avenida Vieira Souto 234, Ipanema (2267-9282). De seg a qui, das 19h à meia-noite. Sex e sáb, de meio-dia à 1h. Dom, de meio-dia às 18h. Cc.: Todos.

Fonte: RODRIGO CABRAL – http://odia.ig.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can leave a response, or trackback from your own site.

4 Responses to “O Rio antigo ainda vive em lugares como na primeira confeitaria carioca”

  1. Hello very cool blog!! Man .. Beautiful .. Superb .. I will bookmark your website and take the feeds additionally?I’m happy to find a lot of helpful information right here within the publish, we need work out extra strategies on this regard, thanks for sharing. . . . . .

  2. primeira pagina google

    Enicomputer, a página do Buzum | Enicomputer, a pagina do Buzum – Tocos do Moji, Sul de Minas, Brasil

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann