Empresas fazem recall de leite contaminado

Reprodução

Aline Leal
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, informou hoje (31) que três indústrias de laticínios protocolaram, nesta semana, no Ministério da Justiça, campanhas de recall para recolhimento de mais de 900 mil litros de leite adulterado.

A campanha da empresa Goiasminas, responsável pelo leite Italac, abrange 774 mil unidades de leite integral e desnatado. Serão recolhidos os produtos dos lotes que vão do L 05 KM3 ao L 23 KM1, fabricados entre 30 de outubro de 2012 e 9 de novembro de 2012 e válidos até 8 de abril deste ano.

A empresa Vonpar Alimentos, responsável pelo leite Mu-Mu, informou que fazem parte da campanha quase 150 mil litros dos lotes 3ARC, 1AJL e 1CPF, fabricados nos dias 18 de janeiro e 19 e 20 de fevereiro deste ano.

Operadoras prestarão contas sobre melhorias a cada 2 meses

Intenção das empresas é mostrar o que estão fazendo em matéria de investimento

telefonia fixa

Reprodução
http://ndonline.com.br/

As operadoras de telefonia do Brasil se comprometeram a prestar contas à Câmara dos Deputados a cada 60 dias sobre os investimentos que fizeram pela melhoria dos serviços prestados.

A decisão foi confirmada por representantes das empresas nessa quarta-feira, 29, em debate com as comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra).

Na ocasião, conforme relata a Agência Brasil, tanto operadoras, quanto a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) minimizaram as críticas em relação à qualidade do setor e ainda reclamaram que o excesso de leis impede a devida expansão pela instalação de antenas.

O deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), presidente da Cindra, disse que será criado um grupo com deputados, telefônicas, Anatel e governo para se estudar melhorias ao mercado, além de redução da carga tributária.

Agrônomo percorre 322 quilômetros do Caminho da Fé plantando oliveiras

Primeira das 76 mudas foi plantada em Águas da Prata (SP) nesta quinta.
Peregrinação até cidade de Aparecida do Norte também é feita por ciclistas.

Do G1 São Carlos e Araraquara

oliveiras

Reprodução Agrônomo vai plantar 76 mudas de oliveiras até Aparecida do Norte (Foto: Oscar Herculando/EPTV)

Um agrônomo de Águas da Prata (SP) vai percorrer 322 quilômetros até Aparecida do Norte (SP), no chamado Caminho da Fé, plantando mudas de oliveiras. Ao todo, Gabriel Bertozzi vai plantar 76 árvores, quantidade alusiva à idade do papa Francisco. “É a idade do papa quando ele vier pela primeira vez ao Brasil, então acho que isso pode ser bastante significativo e a gente está marcando a história de várias formas”, disse.

UFSC é proibida de usar animais em aulas de Medicina

Reprodução

Se a jurisprudência assentada nos tribunais superiores é pacífica em reconhecer que a rinha de galos e o uso de animais em circos são atos cruéis, que violam sua dignidade, o mesmo entendimento pode ser aplicado quando se constata o emprego destes para fins terapêuticos nas aulas da Faculdade de Medicina.

Com essa argumentação, o juiz Marcelo Krás Borges, da Vara Federal Ambiental de Florianópolis, concedeu liminar para proibir a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) de usar animais nas aulas práticas do curso de Medicina. Em cada caso de descumprimento da determinação judicial, o juiz arbitrou multa no valor de R$ 100 mil. A decisão atende pedido, feito em Ação Civil Pública, do Instituto Abolicionista Animal.

Nos autos da ação, a Universidade alegou que não dispõe de dotação orçamentária para substituir os animais utilizados nas aulas terapêuticas por equipamentos ou investir em meios alternativos. Ou seja, acenou com a reserva do possível, princípio que reconhece a limitação do Estado em razão de suas condições socioeconômicas e estruturais.

Campanha ‘Segunda sem Carne’ e livro ‘Merenda Vegetariana propõem vida mais saudável

Adital / Tatiana Félix

Fazendo parte da campanha Segunda Sem Carne (SSC), em execução desde 2009, o livro Merenda Vegetariana, produzido pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), traz mais de 100 receitas saudáveis com base em legumes e vegetais, incentivando as pessoas a descobrirem novos sabores. Apesar de o lançamento presencial ocorrer apenas em junho, em São Paulo (SP), durante a Virada Sustentável, a obra já está disponível pela web. Para saber mais sobre a campanha e as dicas que o livro traz para uma alimentação mais saudável, confira a entrevista com a jornalista Raquel Ribeiro, editora da obra e coordenadora do departamento de publicações da SVB.

Impressora 3D cria objetos em qualquer superfície

Diferentemente dos modelos tradicionais, Mataerial não depende de superfície plana horizontal apoio para criar objetos com volume

Mataerial impressora 3D

Reprodução

As impressoras 3D já são realidade, e continuam avançando para experimentar novas possibilidades — de orelhas biônicas a pizzas. Agora, uma equipe do Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha, na Espanha, criou um modelo que utiliza material que solidifica instantaneamente.

O Mataerial, desenvolvido em parceria com o Joris Laarman Studio, possibilita a criação de curvas e objetos que desafiam a gravidade — já que não é necessário ter uma superfície plana ou estruturas de apoio. Outras impressoras utilizam emissão de luz ultravioleta e laser para endurecer o plástico, criando camadas, por isso a necessidade de uma bandeja.

Enquanto impressoras 3D tradicionais utilizam termoplásticos, materiais que podem ser derretidos e moldados, o Material usa polímeros termofixos, que não se fundem — são solidificados com aplicação do calor e não amolecem mais. O que acontece em determinadas temperaturas é a decomposição, ou seja, a fragmentação das moléculas.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann