Blocos tradicionais levam humor, ironia e críticas às ruas do Rio

 

No Bloco das Carmelitas, foliões se vestem como as freiras para encobrir a religiosa que, segundo a lenda, teria fugido do convento para pular carnaval
Arquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil (Reprodução)


  • 08/02/2018 08h58 – Rio de Janeiro

Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil


A partir desta sexta-feira (9), mais de uma dezena de blocos da Associação Independente de Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Tereza e Centro da Cidade (Sebastiana) levam bom humor, ironia e críticas às ruas da cidade.

A festa terá início ainda nesta sexta-feira, com a apresentação do Bloco Carmelitas e seus cerca de seis mil foliões que ocuparão o pequeno bairro de Santa Teresa, na região central da cidade. O bloco homenageia o Convento das Carmelitas, que teria dado início ao bairro. Os foliões e amantes do bairro criaram a lenda de que, todo ano, uma freira pula o muro do convento para brincar o carnaval na sexta e volta para a clausura na terça.

Beija-Flor fecha grupo especial com desfile sobre monstros e seus criadores



 

Detalhe de uma alegoria que a Beija-Flor levará este ano para a avenida
Cristina Índio do Brasil/Agência Brasil (Reprodução)


  • 7/02/2018 10h13 – Rio de Janeiro

Cristina Índio do Brasil – Repórter da Agência Brasil


Última a desfilar pelo grupo especial do carnaval do Rio, a Beija-Flor de Nilópolis pretende fechar com chave de ouro. O enredo tem um título comprido: Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu. Dentro dele, a escola tem muito a contar para revelar quem é o verdadeiro monstro nessa estória. A sinopse da comissão de carnaval que explica o enredo dá uma dica: “o monstro é a criatura de aparência repugnante? Ou é o criador, com o seu egoísmo, seu orgulho, sua arrogância e seu coração corrompido?”.

Fundo de População da ONU alerta sobre perigos do casamento infantil

 

A gravidez na adolescência é um dos principais motivos de casamento precoce no Brasil
Agência Brasil/Marcello Casal Jr./Arquivo (Reprodução)


Por Leda Letra – da ONU News


O Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) está fazendo um alerta sobre o casamento infantil, que ocorre em várias partes do mundo. Segundo o órgão, milhões de crianças e jovens são obrigadas anualmente a começar uma vida matrimonial contra sua vontade própria e muito antes de estarem preparadas. A informação é da ONU News.

Para conscientizar as pessoas sobre o assunto, o Unfpa divulgou uma lista com cinco fatos sobre o casamento infantil. O primeiro é que o problema é comum em vários lugares. Especialmente em países da África, que tem as taxas mais altas: quatro entre 10 meninas se casam antes dos 18 anos. No mundo todo. milhões de jovens adolescentes do sexo feminino e meninas foram obrigadas a casar antes dos 18 anos. A pobreza é um dos fatores que leva à prática.

Cada vez mais decisões são delegadas a máquinas, diz cientista na Campus Party

 

A 11ª Campus Party Brasil, principal evento de internet e tecnologia do país, termina neste domingo (4), no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo
Rovena Rosa/Agência Brasil (Reprodução)


  • 02/02/2018 17h47 – São Paulo

Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil


As decisões, seja no campo pessoal ou relativas a negócios de grandes empresas, estão sendo tomadas cada vez mais por máquinas, afirmou hoje (2) o cientista de dados Ricardo Cappra, em palestra hoje (2) na 11ª Campus Party Brasil, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Cappra destacou que, nos últimos anos, foram desenvolvidas ferramentas sofisticadas para o consumo da informação. “Começamos criando relatórios para saber o que estava acontecendo. Aí, vieram os sistemas e criamos dashboards [painéis que mostram métricas e indicadores para alcançar objetivos e metas, traçados de forma visual] para chegar à  informação. Começamos também a usar os algorítimos, a inteligência artificial, até chegar aos sistemas que são usados atualmente.”

Chuchu Beleza e o Carnaval 2018. Na telinha sem “Plin-Plin”


Divulgação (Eni)


Por (Eni)

O compositor e músico Zé Vitor(Zezinho), traz do fundo baú a imagem e a magia do cinema, definidas em melodia para o Carnaval 2018.

Retrô

A letra nos faz lembrar dos filmes em preto e branco em um passado remoto, das peripécias do Charles Chaplin, o Gordo e o Magro, Cantinflas, Mazzaropi , Ankito, Oscarito, Grande Otelo, Zé Trindade  entre outros. Dos clássicos de todos os tempos como o refrão entoa:

“Et e a Noviça Rebelde

King Kong o Gladiador e o Tubarão

Avatar, Titanic, e o Homem Aranha

O Senhor dos Anéis e o Rei Leão

O Bem Hur  e Cantando na Chuva

Extraterrestre e os Setes Samurais

Casablanca e a Guerra nas Estrelas

Os Suspeitos, e tantos outros mais.”

 

Do túnel do tempo

Eventos gratuitos fazem a alegria das crianças no carnaval do Rio

Reprodução



  • 21/01/2018 11h01 – Rio de Janeiro

Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil


Recreações culturais, bailes e desfiles de blocos fazem a alegria da criançada no carnaval do Rio de Janeiro, em iniciativas gratuitas que ocorrem a partir da próxima semana. Um dos blocos infantis mais tradicionais da cidade, o Gigantes da Lira, participa no sábado (27) do programa de verão do Museu de Arte do Rio (MAR), intitulado O MAR de Música especial MAR que Calor. O MAR fica na Praça Mauá, zona portuária da cidade.

No período das 15h às 20h, crianças e adultos participarão de um grande baile circense, que ocorrerá nos pilotis do museu. Enquanto a Banda Gigantes, de batuques e metais, comandada pelo maestro Edimar Lima, tocará marchinhas, malabaristas e bailarinas farão a alegria das crianças com espetáculos aéreos. Haverá também palhaços, bonecos de pernas de pau e o Bobo da Corte Gigante, com 3 metros de altura, que é o símbolo do bloco, entre outras atrações.

O encontro do Papa com as vítimas de abuso por parte do clero

Na Nunciatura em Santiago, Francisco recebeu um grupo de vítimas de abusos e se emocionou ao ouvir os relatos.

Papa se emocionou ao ouvir relatos (Vatican Media) (Reprodução)



Cidade do Vaticano


Depois de pedir perdão pelas falhas de membros da Igreja que abusaram de crianças no primeiro discurso no Chile, depois do almoço, o Papa Francisco recebeu na Nunciatura Apostólica de Santiago um pequeno grupo de vítimas de abusos sexuais.

De acordo com o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, o encontro se realizou de forma estritamente privada. “Ninguém mais estava presente: somente o Papa e as vítimas. E isso para que pudessem contar seus sofrimentos ao Papa Francisco, que os ouviu, rezou e chorou com eles.”

Na manhã de terça-feira, no Palácio presidencial “La Moneda”, diante de autoridades, representantes da sociedade civil e o corpo diplomático, o Pontífice afirmou:

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann