Anvisa suspende venda de fraldas da marca Huggies Turma da Mônica


Publicado em 18/06/2018 – 16:41

Por Agência Brasil  Brasília


Reprodução Web

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (18), em resolução publicada no Diário Oficial da União, a suspensão da venda de parte dos lotes de fraldas descartáveis do modelo Tripla Proteção, da marca Huggies Turma da Mônica, recomendando que os consumidores que já tenham comprado unidades consideradas irregulares evitem utilizá-las.

A medida, que determina o recolhimento dos estoques disponíveis no mercado, está sendo tomada porque a fabricante, a multinacional Kimberly-Clark, não seguiu adequadamente os procedimentos que garantiriam que o material do produto é atóxico e seguro para bebês, de acordo com a Agência.

Segundo a Anvisa, a empresa deixou pendentes os exames de irritações cutâneas primárias e cumulativas e de sensibilização, capazes de detectar se o produto pode causar alergias. Atualmente, a legislação brasileira prevê que fabricantes de fraldas e absorventes higiênicos repitam esses testes, chamados de pré-clínicos, toda vez que alterem algo em sua cadeia de produção. As marcas também são obrigadas a elaborar um estudo de estabilidade dos produtos, registrando, além dos resultados dos testes, metodologias analíticas, condições de conservação da amostra, periodicidade de análise e data de vencimento.

Censo coleta pela primeira vez dados sobre a localização de escolas

A escola municipal Furtado Leite, na comunidade Pereiros, em Nova Russas (CE), recebeu a primeira das 5 mil cisternas que serão construídas em escolas públicas rurais do Semiárido até 2016 (Reprodução)


Publicado em 20/06/2018 – 06:44

Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil  Brasília


Pela primeira vez, o Censo Escolar vai coletar também dados sobre a localização geográfica das escolas, por meio de um aplicativo. Isso permitirá, de acordo com o diretor de Estatísticas Educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Carlos Eduardo Moreno, que as escolas sejam localizadas em um mapa, facilitando, por exemplo, a execução de políticas públicas.

“É um insumo muito útil para municípios e estados que vão poder visualizar o posicionamento das escolas no território, podendo planejar o trajeto do ônibus escolar, calcular distâncias”, disse Moreno. Outra aplicação, segundo ele, é que no caso de uma catástrofe natural, haverá a informação de que escolas estão próximas.

Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa

Entre os jovens, o índice aumentou 110% em dez anos

A pesquisa foi feita com maiores de 18 anos em 26 capitais e no Distrito Federal. – Wilson Dias/Agência Brasil (Reprodução)


Publicado em 18/06/2018 – 17:25 e atualizado em 18/06/2018 – 19:17

Por Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil  Brasília


A obesidade já é uma realidade para 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge mais da metade da população (54%). Os dados são da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e foram divulgados hoje (18) pelo Ministério da Saúde.

Entre os jovens, a obesidade aumentou 110% entre 2007 e 2017. Esse índice foi quase o dobro da média nas demais faixas etárias (60%). O crescimento foi menor nas faixas de 45 a 54 anos (45%), 55 a 64 anos (26%) e acima de 65 anos (26%).

Caixa e BB divulgam calendário de saques do PIS/Pasep

São Paulo – As agências da Caixa Econômica Federal antecipam em duas horas o atendimento aos clientes devido aos saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (Rovena Rosa/Agência Brasil) (Reprodução)


Publicado em 13/06/2018 – 17:46

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil  Brasília


A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil (BB) divulgaram hoje (13) o calendário de saques das contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Mais cedo, em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer sancionou a lei e assinou o decreto que regulamentam os saques, que agora poderão ser feitos por todas as pessoas que tem direito ao benefício, e não apenas para cotistas com 60 anos ou mais, como vigorava na regra anterior.

Quase 2 milhões de crianças de até 3 anos não têm acesso à creche, aponta Inep

Reprodução


 03:22 EducaçãoNotícias 07/06/2018 – 13h05 Brasília Embed

Sayonara Moreno


O Brasil precisa de 1,9 milhão de vagas em creches para crianças de até três anos de idade, que ainda não conseguiram acesso. Atualmente, o alcance é de 32% de crianças de zero a três anos e a meta estipulada é 50% delas nas creches, até 2024.

 

É o que mostra o relatório do segundo ciclo de monitoramento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) 2018, elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

Para a coordenadora de políticas educacionais da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Andressa Pellanda, o acesso à creche é um direito da criança, que interfere diretamente na questão social, sobretudo nas unidades públicas.

Ela defende o cumprimento da meta 20, que prevê o investimento adequado para a melhoria na qualidade da educação. Segundo Alessandra Pellanda, o corte de gastos no setor de educação afeta o cumprimento dos demais objetivos do PNE.

Atlas da Violência: 50% das vítimas de estupro têm até 13 anos

Reprodução


Publicado em 06/06/2018 – 15:49

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro


Do total de 22.918 casos de estupro registrados pelo sistema de saúde em 2016, 50,9% foram cometidos contra crianças de até 13 anos. As adolescentes de 14 a 17 são 17% das vítimas e 32,1% eram maiores de idade. A proporção não se mantém estável nos últimos 10 anos.

Os dados fazem parte do estudo Atlas da Violência 2018, apresentados ontem (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

O Atlas da Violência aponta uma discrepância dos dados da saúde com os das polícias brasileiras, que registraram 49.497 casos de estupro no ano, conforme 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Segundo o pesquisador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) David Marques, os dois dados são subestimados.

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann