Posts com a tag ‘São Paulo’

Ministério Público lança campanha para localizar desaparecidos em São Paulo

mp-sp_adere_ao_plid_desaparecidos__0232

Reprodução

Criado em 25/05/15 14h42 e atualizado em 25/05/15 16h02
Por Daniel Mello Edição:Maria Claudia Fonte: Agência Brasil

O Ministério Público de São Paulo (MP) lançou hoje (25) duas peças publicitárias sobre o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID). Os filmes serão veiculados em dez estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. A campanha, focada especialmente na localização de crianças, contará ainda com a fixação de cartazes em 92 estações de trem. A ação marca o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. Entre 2011 e 2015, foram registrados, no estado de São Paulo, 1.701 desaparecimentos de crianças de até 12 anos.

Segundo a coordenadora do PLID, a promotora Eliana Vendramini, o material vai ajudar na conscientização da população sobre o tema. “A ideia é fazer com que as pessoas entendam que isso existe, porque muita gente acredita que isso é uma lenda urbana, e participem da forma que puderem na busca por essas crianças”, disse ao destacar a importância das denúncias anônimas para a solução dos casos.

Lei da sacolinha entra em vigor no comércio de SP

lei-sacolinha-entra-vigor-sp-novas-560

Reprodução

 

Suzana CamargoPlaneta Sustentável – 02/04/2015

A partir do próximo domingo, 06/04, estabelecimentos comerciais da capital paulista – supermercados, lojas, padarias e farmácias – não poderão mais distribuir sacolas plásticas convencionais, brancas.

De acordo com a lei municipal 15.374, aprovada em 2011, mas que só foi sancionada em janeiro deste ano, os comerciantes só estarão autorizados a oferecer a seus clientes, sacolas verdes e cinzas, fabricadas com matéria-prima renovável, como milho ou cana-de-açúcar, por exemplo.

Maiores e mais resistentes, as sacolas verdes deverão ser usadas para o descarte de embalagens recicláveis – metal, papel, plástico e vidro. Já as cinzas servirão para os resíduos não-recicláveis: restos de comida, papel sujo, bitucas de cigarro, isopor, fraldas e absorventes, adesivos, gomas de mascar, entre outros.

Aqui, vale uma explicação: restos de comida são lixo orgânico, que é compostável. Tanto que, no ano passado, a própria prefeitura realizou campanha de incentivo a utilização de composteiras e distribuiu 2 mil unidades.

Basílica de Nossa Senhora Aparecida, é o segundo maior templo católico do mundo

A Basílica de Nossa Senhora Aparecida (também conhecida como Santuário Nacional) é o segundo maior templo católico do mundo, menor apenas que a Basílica de São Pedro no Vaticano. Foi inaugurada em 4 de julho de 1980, quando João Paulo II visitou o Brasil pela primeira vez.

Fonte Vídeo:  iG

Veja também:   ⇒ As belezas da Basílica Nossa Senhora Aparecida pelo Street View da Google

A História da cidade de Aparecida se confunde e se mistura com a História da Santa Padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Teve seu início em meados de 1717, quando chegou a notícia de que o Conde de Assumar, Dom Pedro de Almeida e Portugal, Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, iria passar pela pequena Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, atual cidade de Ouro Preto. Entre outras providências, era necessário que pescadores da região trouxessem do Rio Paraíba quantospeixes lhes caíssem na rede, a fim de promoverem o banquete que deveria servir ao ilustre visitante e à sua comitiva, composta por auxiliares e muitos escravos. Grande quantidade de pescado deveria ser salgada para quando estivessem viajando pelo descampado das Minas Gerais até Vila Rica. Pretendia-se mostrar a Dom Pedro os recursos do pequeno vilarejo. Mesmo não sendo boa época para a pesca, pescadores foram convocados; entre eles Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso.

Colocaram suas canoas no Rio Paraíba, jogaram a rede várias sem sucesso; pararam desanimados e abatidos pelo cansaço no Porto Itaguaçú. Numa última tentativa, João Alves jogou mais uma vez sua rede, e sentiu algo pesado ao puxar as primeiras malhas. Surpreendeu-se ao puxá-la e encontrar uma imagem sem cabeça, com anjos esculpidos ao redor dos pés. Espantado, lançou novamente a rede e o que veio à tona foi a cabeça da imagem, que se ajustava perfeitamente ao corpo anteriormente encontrado. Após encontrar, e reunir, o corpo e a cabeça da imagem de Nossa Senhora da Conceição, os peixes surgiram em abundância, para os três dedicados pescadores.

Durante quinze anos, a imagem foi protegida por Filipe Pedroso e sua família, em sua casa, onde se reuniam vizinhos e parentes para rezar e adorar a Santa, que se tornava conhecida pelos milagres que realizava. Atanásio Pedroso, filho de Filipe, construiu um oratório para a Santa, que logo se tornou pequeno, devido ao grande número devotos que por ali passavam. Por volta de 1734, o Vigário de Guaratinguetá, com autorização do Bispo do Rio de Janeiro, construiu a Capela do Morro dos Coqueiros, aberta à visitação pública, inaugurada em 26 de junho de 1745. Porém, o número de devotos aumentava, e exigia uma igreja maior, cuja construção iniciou-se em 1834 e foi concluída em 1888, sendo elevada a Basílica Menor, em 29 de abril de 1908.

O Distrito de Aparecida foi criado pela Lei Provincial nº 19, em março de 1842, recebendo foros de Vila. Vinte anos depois, em 17 de dezembro de 1928, a Vila que se formou ao redor da Capela do Morro dos Coqueiros tornou-se município, emancipando-se de Guaratinguetá, pela Lei nº 2.312, elevando sua sede a categoria. Em 1929, Nossa Senhora foi proclamada Rainha e do Brasil e sua Padroeira Oficial, por determinação do Papa Pio XI.

O crescente aumento do número de romeiros e de devotos a Nossa Senhora da Conceição Aparecida fez com que surgisse a necessidade de construir-se um templo bem maior. Por iniciativa dos Missionários Redentoristas e dos Senhores Bispos, teve início em 11 de novembro de 1955, a construção do Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, o maior Santuário Mariano do mundo.

A planta, elaborada pelo arquiteto Benedito Calixto de Jesus, reúne um conjunto arquitetônico em forma de cruz de Santo André. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo II, recebendo o título de Basílica Menor. Foi declarada oficialmente, em 1984, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – Basílica de Aparecida Santuário Nacional.

Fonte:  Portal Vale 

Pm Ninja prende 230 black blocs em São Paulo

Protesto do #nãovaitercopa mais uma vez descamba para a violência nas ruas da capital paulista; lixeiras, orelhões e agências bancárias foram depredados por integrantes do grupo radical; oito pessoas se feriram durante confrontos entre policiais de batalhão especializado em artes marciais e manifestantes ocorridos no centro; cinco ônibus conduziram os detidos para distritos policiais, onde após triagem parte dos presos foi autuada e depois liberada

images-cms-image-000358624

Reprodução

247 – O cerco da Polícia Militar de São Paulo aos Black Blocs na manifestação de sábado (22) resultou na prisão de 230 pessoas durante manifestação ocorrida na capital. A corporação utilizou pela primeira vez o chamado Batalhão Ninja, com soldados especializados em artes marciais, e isolou o grupo radical dos demais manifestantes. Houve confronto, muita confusão e oito feridos, entre eles uma jornalista do jornal O Estado de S. Paulo. Durante a madrugada, boa parte dos detidos levados para sete distritos policiais foi liberada.

Em Minas, Dilma entrega máquinas agrícolas a cidades que ‘precisam mais’

Segundo presidenta, municípios escolhidos são os que têm até 50 mil habitantes e critério político-partidário não foi considerado: ‘Não quero saber onde o prefeito tem o seu coração político’

por Redação RBA

presidenta

Reprodução
Presidenta disse em Minas que os municípios com até 50 mil habitantes são 90% do total do país

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (17), em Governador Valadares (MG), a entrega de 92 máquinas agrícolas doadas pelo governo federal a municípios mineiros com até 50 mil habitantes por meio do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2). No discurso, Dilma afirmou que o critério para a escolha do perfil das cidades que receberão os equipamentos é a das “que precisam mais” e que a doação obedece a um “espírito de parceria republicano”. “Não quero saber onde o prefeito tem o seu coração político. Não interessa o partido, eles têm direito às máquinas”, disse.

Maria de las Gracias Franceschini: paulistana nota dez

A fisioterapeuta montou um ônibus-clínica que atende as pessoas em regiões carentes. Em seis anos, já fez cerca de 40 mil atendimentos

Mario Rodrigues 

igreja_n_s_aparecida-tocos_do_moji-visao-noturna-2

Reprodução

roteador

Reprodução

Júlia Gouveia – Veja SP
Há dez anos, Maria de las Gracias Franceschini atendia como terapeuta holística em um consultório particular, mas sonhava mesmo era com um trabalho voluntário que não a prendesse em um lugar fixo. Seu primeiro passo para concretizá-lo envolveu a matrícula em uma faculdade de fisioterapia

Em 2007, já formada, depois de vender um terreno e um carro, desembolsou 150 000 reais na aquisição e adaptação de um ônibus: os bancos foram retirados e entraram macas, bolas terapêuticas e outros equipamentos de reabilitação. Assim surgiu o Fisioterapia Itinerante, uma clínica ambulante que oferece tratamento a moradores de bairros pobres da Zona Sul. 

Powered by WordPress | Download Free WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Premium Free WordPress Themes and Free Premium WordPress Themes
WP-Backgrounds by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann